Qulture.Weekly | 26 de abril de 2018 | Artigos Sugeridos

A Qulture.Weekly é uma newsletter semanal de conteúdos sobre o que há de mais novo no mundo sobre gestão de performance, feedbacks, metas, 1:1s e outros temas relacionados a Recursos Humanos. Clique aqui para assinar ao Qulture.Weekly.


Quando a cultura afeta o preço da sua ação

Na semana passada o banco de investimentos Credit Suisse soltou um relatório sobre a ação da Kraft Heinz em que recomenda a venda dos papéis. O que chamou demais a atenção de quem leu o relatório foi que ele mais parecia ter sido escrito por um executivo de RH do que por um analista de ações sell-side.

Captura de Tela 2018-04-26 às 09.33.05.png

O Que Estamos Lendo

Whitney Johnson escreve para a Harvard Business Review sobre o que nos faz perder os melhores funcionários - e o que devemos fazer para que isso não ocorra. Confira em How to Lose Your Best Employees.

As opiniões dos empregados, ou suas manifestações com informações que buscam ajudar o grupo todo, possuem uma enormidade de benefícios bem conhecidos. Muitas pesquisas indicam que aqueles mais falantes dentro de um grupo tendem a despontar como líderes. Mas quem se manifesta ou a maneira como isso é feito têm importância? Sean R. Martin compartilha na Harvard Business Review Brasil os resultados de uma pesquisa que nos ajuda a entender essa diferença. Veja em Pessoas que manifestam ideias ganham mais respeito dos colegas.

Susanne Jacobs escreve na People Management UK que conhecer mais sobre as pessoas com as quais trabalha é uma forma de reduzir problemas de afinidade. Isso inclui o que fazem fora do ambiente de trabalho, do que gostam, do que é importante para eles etc. Confira em What do you know about your colleagues?