fbpx

Planejamento para 2021: confira nossas dicas!

Renan Araújo

planejamento-para-2021

A sua empresa já começou a programar o planejamento para 2021? Este foi um ano cheio de grandes desafios. Ao longo dos meses, as metas e objetivos precisaram ser continuamente revistos, uma vez que o cenário foi completamente modificado em consequência da pandemia do novo coronavírus. Devido a esse contexto de incertezas, elaborar um plano para os próximos meses pode parecer difícil, mas existem caminhos práticos para serem adotados por toda a sua equipe.

Neste material, a gente apresenta algumas sugestões de como fechar 2020 e organizar as metas de 2021, com base nas sugestões da nossa especialista Renata Monteiro, head de Professional Services na Qulture.Rocks. Continue a leitura e saiba mais!

Por que optar por ciclos anuais e não por ciclos curtos?

Ciclos anuais já não funcionam mais. O ano de 2020 provou isso mais do que nunca: ao longo dos meses, foram tantas modificações que as empresas precisaram de se adaptar de forma contínua. Por essa razão, o ideal é que a estratégia seja definida em ciclos curtos.

O que seria estratégia? De acordo com a definição do CEO da Qulture.Rocks, é a lógica por trás de uma série de passos e escolhas que a liderança de uma organização planeja dar para sair de onde a organização está e chegar aonde a liderança espera que esta esteja em um ponto no futuro”.

Nesse sentido, em um curto prazo, a empresa precisa se preocupar com suas OKRs e projetos — que são a articulação dos gaps que precisa fechar entre a situação atual e a visão de 1 ano, bem como os esforços e experimentos necessários para chegar até lá.

Veja um exemplo prático: a visão de 1 ano de uma empresa “X” é de dobrar a receita. O que precisaria ser feito a curto prazo para alcançar esse objetivo macro? Para isso, é preciso definir metas coletivas e individuais que convergem para as metas e objetivos globais — dobrar a receita.

Renata Monteiro faz uma analogia para ilustrar de forma mais adequada esse processo: “se o objetivo for correr uma maratona em agosto, tem de começar a planilha de treinos para chegar lá. Ninguém consegue terminar uma maratona do dia para a noite”, afirma.

Por que definir um planejamento para 2021?

Ao contar com uma estratégia e com um planejamento para 2021, a sua equipe terá a oportunidade de aumentar as chances de sucesso, independentemente de quais sejam os objetivos traçados. Afinal, você vai entender qual é o ponto de partida — onde a sua empresa se encontra hoje —  e qual é o ponto que deseja alcançar — traçando uma jornada para que esse caminho seja seguido com mais facilidade.

Portanto, uma boa estratégia vai balancear as oportunidades de curto prazo com o que a empresa encontrará mais à frente — ao final de 2021, por exemplo —, à medida que o mercado também lida com as suas ameaças e oportunidades.

Como elaborar um planejamento para 2021?

Agora que você já sabe sobre a importância da definição de ciclos curtos de OKRs, chegou o momento de apresentarmos dicas práticas de como elaborar o planejamento para 2021.

Primeiro, olhe para trás

Especialmente depois de um ano desafiador, é preciso voltar para trás e entender tudo o que ocorreu ao longo desses 12 meses. Verifique o ponto de partida, as metas modificadas, quais foram os resultados alcançados, as estratégias adotadas ao longo desse período para acompanhar as transformações ocorridas, entre outros pontos relevantes.

Não foque apenas nos acertos: existe a necessidade de entender o que deu errado para que adquira um aprendizado em cima disso. De acordo com Renata, é nesse momento que a equipe vai entender o que precisa começar, parar e continuar a fazer.

Estabeleça a visão de 1 ano

Agora, o ideal é que se estabeleça a visão de 1 ano. Atenção: quanto mais distante for a sua visão, maior será a incerteza, principalmente porque os próximos anos ainda trarão alguns reflexos de tudo o que ocorreu em 2020. A visão pode ser definida como uma série de afirmações que escrevemos no tempo presente como se estivéssemos no futuro e alcançado o sucesso.

Vamos voltar ao exemplo de dobrar a receita: “Ao final de 2021, conseguimos dobrar a nossa receita, uma vez que melhoramos a nossa margem líquida e geramos R$ “x” milhões em caixa”. Dessa forma, podemos notar que a visão de 1 ano é mais específica e conta, inclusive, com algumas métricas, principalmente por termos um nível de incerteza menor.

No entanto, uma dica de suma importância dada por Renata é a de começar pelos objetivos. Caso vá direto para os resultados principais, há riscos de replicar indicadores que não são importantes para o objetivo final — que, no nosso exemplo, é o de dobrar a receita.

Outros verbos no infinitivo que podem ser utilizados para o seu objetivo final:

  • aumentar;
  • reduzir;
  • manter;
  • melhorar; entre outros.

Tenha as metas das áreas bem-definidas

Ao entender sobre os objetivos globais da empresa, é o momento de definir as metas para as áreas e para as equipes, de modo que elas caminhem em direção ao objetivo macro.

Caso a sua empresa nunca tenha trabalhado com esse tipo de planejamento, o ideal é começar com prudência. Não defina um grande número de metas e nem metas muito arrojadas, pois podem confundir ou sobrecarregar profissionais. Além disso, atingir metas mais fáceis pode funcionar como um impulso para desafios mais amplos e indicadores mais ousados em outros ciclos.

Para essa definição, de acordo com Renata, o ideal é saber quais são os aspectos que demonstrariam que foi bem-sucedido: “você pode querer contratar os melhores profissionais, mas não dá para colocar o número de currículos lidos como OKR. O sucesso nessa área tem mais relação com fechar a vaga no tempo correto ou aumentar a retenção de talentos”, afirma.

Tenha sempre em mente que uma boa OKR vem acompanhada de um número. Ao entender a sua situação, você tem um dado inicial. E tem um dado final de onde deseja alcançar. Dessa forma, há a possibilidade de medir o progresso para que alcance esse resultado.

Tenha um plano de execução de metas

Ao definir quais são os key results, o trabalho não acabou. Existe a necessidade de contar com um plano de execução de metas: o que é preciso ser feito, ao longo desse ciclo, para que eu alcance o sucesso? Dessa forma, a equipe como um todo cria hábitos, o que contribui para não perder os objetivos de vista.

Realize o monitoramento contínuo

Ao longo de 2021, não deixe de fazer as reuniões de acompanhamento. Dessa forma, você terá a oportunidade de promover a cultura de aprendizagem em torno da meta, além de possibilitar que toda a equipe trace soluções para que os números pré-estabelecidos sejam alcançados.

“Uma das principais razões pelas quais a medição de performance é raramente capaz de cumprir o seu potencial impacto no negócio é porque ela quase nunca é devidamente conduzida de uma forma positiva no tecido social da organização. É esta construção de um ambiente positivo para a medição de desempenho que eu acredito que é o elo perdido entre a medição de desempenho ordinária do tipo verdadeiramente transformacional.” — Dean Spitzer.

E então, o que achou das dicas para elaborar um planejamento para 2021? É essencial que haja o envolvimento dos profissionais de seu time para que os objetivos individuais sejam alcançados e, consequentemente, tragam o sucesso para o objetivo global. Não se esqueça: ciclos curtos, especialmente em contextos como o atual, são essenciais para o sucesso de seu negócio.

Se deseja se aprofundar no tema de OKRs, temos um material completo em nosso blog que contribuirá para o seu aprendizado. Boa leitura!