fbpx

Recruitment marketing: entenda o que é e como adotar essa estratégia

Renan Araújo

recruitment-marketing

No dia a dia da empresa, existe a necessidade de traçar estratégias para a retenção dos principais talentos: contar com boas práticas de feedback, realizar one-on-ones constantes, estabelecer prioridades, realizar avaliações de desempenho contínuas, elaborar PDIs etc. Porém, ao analisar a jornada do colaborador, o passo inicial do RH deve ser o de atrair talentos. Entre as muitas ações necessárias para essa demanda, a de recruitment marketing se destaca.

Neste material, a gente explica o que é, quais são os diferenciais da estratégia e como aplicá-la. Continue a leitura e saiba mais!

O que é recruitment marketing?

Primeiro, vamos ao significado desse conceito. De forma literal, recruitment marketing significa marketing de recrutamento. Trata-se de de técnicas utilizadas para atração de talentos que contribuem para encontrar mais pessoas que sejam adequadas ao perfil da vaga desejada e que tenham fit cultural com a empresa.

Assim como no Marketing, utilizamos as etapas do funil de vendas, compostas por atração, nutrição, engajamento e conversão.

Diferença entre recruitment marketing e employer branding

Porém, muitos profissionais de RH têm dúvidas quanto às diferenças existentes entre recruitment marketing e employer branding. Enquanto a primeira se refere às estratégias de atração de talentos para a sua base, o segundo foca na construção de uma imagem positiva da empresa no mundo corporativo.

Hoje, além de a organização optar pelas pessoas que mais têm fit com a sua cultura, os profissionais também pesquisam bastante antes de entrar em um processo seletivo. Existem plataformas cujo objetivo é o de colaboradores deixarem suas percepções em relação às políticas, práticas e processos do negócio — caso seja negativa, pode influenciar diretamente na decisão de outras pessoas no momento de se candidatar.

Ou seja, com o recruitment marketing você vai atrair pessoas qualificadas. Com o employer branding você vai garantir que a imagem esteja positiva para que essas pessoas qualificadas tenham interesse de fazer parte do quadro de colaboradores.

Como adotar a estratégia de recruitment marketing na empresa?

Agora que você já sabe o que é recruitment marketing e qual é a sua diferença para employer branding, chegou o momento de entendermos como é possível aplicar essa estratégia na empresa.

Cultura

O recruitment marketing não visa apenas atrair pessoas qualificadas para a vaga em aberto. Ele tem como objetivo ser um chamariz de pessoas que tenham fit com a sua empresa, conforme abordamos. Precisamos levar em consideração que estamos lidando com uma geração cada vez mais autoditada. Ela tem acesso ilimitado a informações, contribuindo para que o aprendizado on-the-job seja mais frequente.

Habilidades e competências são fatores importantes, mas a cultura é cada dia mais uma peça importante para o sucesso das empresas. Existe a necessidade de trazer colaboradores que tenham alinhamento com os valores da organização, e essa deve ser uma premissa básica para novas contratações.

Quando reforçamos a importância do fit cultural, colocamos para dentro pessoas que são capazes de reforçar os comportamentos que sustentam a estratégia, sendo esse um diferencial competitivo para o seu negócio.

Transparência

Conforme vimos, por meio do employer branding, a empresa reforça a imagem de que aquele é um bom ambiente para se trabalhar. Porém, é importante que haja transparência por parte da organização — e que essa imagem de fato seja concretizada.

Por essa razão, logo nas primeiras conversas, já deixe claro sobre o que aquela empresa pode oferecer para os talentos nos mais diversos âmbitos (benefícios, oportunidades de crescimento etc.), explique um pouco sobre a cultura, apresente os pontos fortes e fracos, além de apresentar para o talento que tenta uma vaga como aquele negócio faria diferença na carreira de um colaborador.

Métricas

O RH cada vez mais é orientado a dados. Estratégia de people alaytics pode ser adotada em várias demandas do setor, contribuindo para que a área seja mais estratégica e menos baseada em achismos. Ao adotar o recruitment marketing, não é diferente.

Sempre que divulgar uma vaga, analise qual é o nível de engajamento das divulgações, como isso se refletiu no número de candidaturas, bem como entenda a taxa de “conversão”. Ou seja, quantas pessoas candidatas de fato tinham perfil para continuar no processo.

Não deixe de analisar outros indicadores depois da contratação: ao longo do ano, avalie se há demissões prematuras (com menos de 6 meses), quais foram as ações adotadas em processos de pessoas que permaneceram por mais tempo na empresa, entre outras características.

Ferramentas

Deve-se destacar, ainda, que o RH tem no mercado uma boa quantidade de ferramentas tanto para o processo seletivo quanto para a gestão de desempenho. Na fase inicial, há a oportunidade de ampliar a divulgação das vagas, de promover uma experiência mais positiva aos interessados, além de permitir analisar as competências de cada pessoa.

Com a contratação, conforme abordamos, é preciso entender qual foi a efetividade das últimas negociações. Com ferramentas de gestão de desempenho, a empresa pode acompanhar os planos de desenvolvimento individuais de cada colaborador, realizar avaliações de desempenho mais embasadas, além de lideranças acompanharem de perto o trabalho de liderados e lideradas por meio das reuniões de one-on-one.

Quais os benefícios do recruitment marketing?

Confira alguns dos principais benefícios do recruitment marketing para as empresas.

Talentos

Buscar por um time de alto desempenho é o objetivo de grande parte das empresas. Porém, nem sempre obtém sucesso. Segundo um estudo feito pela consultoria McKinsey, uma pessoa de alto desempenho chega a ser até 400% mais produtiva do que uma de médio desempenho, o que reforça o impacto causado por estratégias mais alinhadas.

Ao estruturar o recruitment marketing, consequentemente aumentam as possibilidades de buscar por uma pessoa engajada — de acordo com a Gallup, no Brasil, somente 27% das pessoas são ativamente engajadas.

Buscas mais efetivas

Além disso, independentemente de qual seja a etapa de trabalho do profissional de RH, é importante trazer uma otimização para as suas funções. Nesse caso, as buscas são mais efetivas, o que garante um processo mais ágil e com contratações mais alinhadas.

Neste conteúdo, você pôde entender o que é recruitment marketing, como aplicar a estratégia e alguns dos principais diferenciais. Seja qual for a estratégia adotada, é essencial que a equipe conte com um bom planejamento, além de estudar constantemente maneiras de aperfeiçoar os processos, contribuindo para melhores resultados.

Por falar em processo seletivo, você já pensou em formular um recrutamento mais inclusivo? Para saber mais sobre o tema, continue no blog e acompanhe nosso outro material!