fbpx

O Coronavírus Levou Sua Empresa a Fazer Home Office?

Edoarda Malzoni

Com o aumento dos casos de COVID-19 nas últimas semanas, muitas empresas foram obrigadas a adotar rapidamente o trabalho remoto para evitar a propagação do coronavírus.

Aqui na Qulture, trabalhar remotamente já faz parte da nossa realidade há alguns meses. Nosso espaço no Cubo Itaú tem lugar para cerca de 60% do time e temos total flexibilidade para trabalhar da forma que nos sentirmos mais produtivos.

Como temos a possibilidade de realizar home office, a partir dessa semana todos os nossos colaboradores estão trabalhando de casa, pois assumimos o compromisso social de não sermos vetores do vírus para que a situação melhore quanto antes possível.

Sabemos que muitos líderes e liderados estão experienciando o trabalho remoto pela primeira vez, em sua maioria com falta de políticas ou treinamentos formais.

Por isso, nosso time reuniu aqui as principais dicas para garantir que você e sua equipe consigam passar bem por essa fase.


É necessário estabelecer uma nova rotina

Para entrar na mentalidade correta para trabalhar, é essencial não abrir o notebook na sua cama logo ao acordar.

Crie um espaço propício para o trabalho. Você não precisa de um escritório em casa ou realizar grandes investimentos, mudar alguns móveis de lugar pode ser suficiente. 

O importante é garantir que você tenha um lugar com uma boa conexão de internet, afinal, o número de conferências vai aumentar – falaremos sobre isso mais tarde – e com poucas distrações, para conseguir focar em suas tarefas.

Tire o pijama. Não é necessário colocar uma roupa muito formal, mas se trocar vai ajudar a ajustar o seu mindset para o trabalho.

Uma rotina com horários bem estabelecidos, inclusive para pausas, vai te ajudar a definir os limites entre sua vida pessoal e profissional. Dessa forma você garante que não vai se perder em suas tarefas e evita ter um esgotamento mental.


Defina detalhadamente as expectativas

Nesse cenário, é crucial que todos os líderes alinhem com seus liderados o que é esperado deles.

No escritório é fácil perceber quando algum projeto não está indo como o esperado e logo ajustar a rota. Contudo, em home office, o cuidado com isso deve ser redobrado. 

Aqui na Qulture utilizamos a metodologia de OKRs. Assim, garantimos que todos os colaboradores têm tarefas claras, com prazo de entrega e, mais importante, que estejam alinhadas com o os objetivos da empresa.

Dessa forma, fica fácil acompanhar a evolução de cada meta e garantir que as pessoas vejam o impacto que estão trazendo para a organização.

É muito importante também que aconteçam conversas frequentes entre líderes e liderados. Boas 1:1s garantem a retenção e engajamento dos colaboradores.

Nessas conversas você descobre como pode ajudar seus liderados a superarem possíveis dificuldades, acompanha o desenvolvimento de cada um e abre espaço para que eles digam como estão se sentindo.


Agora, as videoconferências são mais importantes do que nunca

Uma coisa que tem funcionado muito bem para nós é realizarmos todas as conferências com as câmeras ligadas. A dinâmica fica muito melhor e assim conseguimos ver as reações de nossos colegas enquanto estamos falando.

Time reunido por Zoom na nossa Qulture.Rocket (all-hands).

Conversas rápidas por vídeo também economizam muito tempo em comparação a longas trocas de e-mails.

O mais importante aqui é evitar o isolamento social completo. Somos seres sociais por natureza, não podemos esquecer disso.

Aqui na Qulture marcamos até um happy hour virtual. É um momento ideal para compartilhar coisas fora do dia a dia de trabalho e não vamos perder esse costume.


Estimule os feedbacks e reconhecimentos contínuos

Mesmo que as conversas de corredor não aconteçam mais durante um tempo, você ainda precisa mostrar que está perto do seu time.

Após reuniões, apresentações de projetos ou novas entregas de alguém, mande um feedback sobre sua percepção daquilo. Não perca o timing esperando a crise passar para conseguir falar pessoalmente. Até lá, o feedback pode não ser mais acionável ou você pode já ter esquecido da situação.

É fundamental celebrar as pequenas e grandes conquistas também. Reconhecimentos públicos são tão importantes quanto feedbacks construtivos para manter a equipe engajada.

Fazendo isso você também reforça os valores da empresa e cada colaborador sabe no que está mandando bem e em quais pontos precisa prestar mais atenção.


Embora fomos levados a trabalhar de casa por uma situação muito triste, podemos utilizar esse período para aprender a trabalhar de uma forma completamente nova e que é cada vez mais presente no nosso dia a dia.

Esperamos que essas dicas realmente ajudem você e a sua equipe a passarem por essa fase com mais facilidade.

P.S.: Nosso CEO montou um manual para nossos Q.Players nesse período de COVID-19. Você pode conferir o material aqui.


Fontes

https://blog.hubspot.com/marketing/500-atlassians-worked-remotely

https://www.forbes.com/sites/darrenmenabney/2020/03/06/what-you-need-to-know-to-start-working-from-home/