fbpx

Lideranças que inspiram: conheça Luciana Caletti

Renan Araújo

Em 8 de março, é comemorado mundialmente o Dia Internacional da Mulher. Pensando nisso, a Qulture elaborou uma série de conteúdos que homenageiam líderes que se destacaram e se destacam no mercado, ressaltando sobre as suas trajetórias e conquistas. Neste material, conheça um pouco mais sobre Luciana Caletti.

Luciana Caletti é formada em Direito. Porém, desde que encerrou o seu curso já tinha em mente que não gostaria de continuar trabalhando na área. Por essa razão, trabalhou em consultoria e gestão por alguns anos, além de fazer um MBA em Londres – cidade onde também começou a trabalhar na área de Marketing.

Em determinado momento da carreira, com algumas conquistas em seu currículo, resolveu empreender: “agora vou empreender, ou não empreendo nunca mais”. Conheça um pouco mais sobre a sua trajetória neste material!

Love Mondays

Luciana e seus sócios perceberam que, no Brasil, profissionais decidiam pelas suas carreiras completamente no escuro. As pessoas só tomavam conhecimento pela empresa, sua cultura e demais informações importantes quando já estavam na organização.

Em sua experiência fora do país, Luciana conheceu a Glassdoor, ferramenta na qual se interessou de imediato pois trazia empoderamento aos colaboradores. Afinal, por meio das informações contidas na plataforma, as pessoas tinham a oportunidade de tomar decisões que se relacionavam com a sua carreira — solução que ainda estava em falta no Brasil.

Nesse sentido, nasceu a Love Mondays. Com um modelo bem parecido, as próprias pessoas tinham a oportunidade de fornecerem dados sobre as empresas, explicarem como é o ambiente de trabalho, além de trazer informações importantes para que outros profissionais pudessem consultar antes de decidir iniciar uma experiência profissional com aquela organização.

De acordo com Luciana, quando saiu do Brasil ainda não se falava tanto em propósito no trabalho — algo muito em voga 10 anos depois. Hoje, as pessoas se interessam mais em entender sobre a cultura da empresa antes de ingressar, quais são os valores daquele negócio e como eles se alinham aos seus. A partir dessa percepção, Luciana identificou que a ideia da Love Mondays daria certo no país.

Love Mondays e Glassdoor

A ideia deu tão certo que a Love Mondays foi adquirida pela Glassdoor no ano de 2017, empresa que serviu de inspiração para o início de suas atividades. De acordo com Luciana, essa compra representou um reconhecimento pelo trabalho feito, uma vez que o feedback cultural da equipe era positivo.

Sendo assim, a empresa global passou a olhar para a América Latina e a identificar essas oportunidades, uma vez que o trabalho executado era de qualidade. Com o aporte, houve a oportunidade de crescer ainda mais rápido, lançando a ferramenta em outros países do continente, como México e Argentina.

Liderança feminina

No mês que homenageia as mulheres de todo o globo, o tópico sobre liderança feminina não pode faltar. De acordo com Luciana, para que as mulheres possam se empreender e conquistar sucesso no mercado, o primeiro passo é buscar parcerias que tenham habilidades complementares. Caso parceiros e parceiras tenham as mesmas habilidades, o ideal é buscar por outras pessoas para iniciarem um empreendimento.

Além disso, é importante que as pessoas tenham uma visão mais alinhada à sua, principalmente no que diz respeito ao futuro do negócio. Se houver o desejo de ficar com uma empresa até a sua aposentadoria, o ideal é contar com sócios que também tenham essa visão.

Caso haja o interesse de procurar por fundos de investimento, o indicado é que a pessoa também tenha esse objetivo. Apesar de essa ser uma meta prematura, de acordo com Luciana, é um tópico importante a ser discutido logo no início da parceria, uma vez que contribuirá para o alinhamento entre as fundadoras.

Outro ponto importante destacado pela empreendedora é o fato de se cercar de pessoas que apoiem as lideranças femininas: “por exemplo, tem alguns momentos em que você está conversando com um investidor e, na hora em que ele faz uma pergunta sobre finanças, olha para o homem. Perceba sinais e faça escolhas conscientes de que tipo de pessoa você irá se cercar”, destaca.

Skills importantes

Ao buscar por colaboradores e colaboradoras para a sua equipe, Luciana Caletti considera alguns pontos importantes. São eles:

  • transparência — a equipe avalia se a profissional em questão tem bola índole e é transparente;
  • atitude de dono — de acordo com Luciana, em toda empresa, independentemente do modelo de negócio (e principalmente as startups), deve buscar por pessoas que se sentem como donos da empresa, uma vez que estimula a autonomia entre as equipes. Além disso, a autonomia deve vir acompanhada com responsabilidade;
  • aprendizado constante — segundo a empreendedora, não saber não é um problema para a contratação de uma nova profissional. O ideal é que a pessoa tenha vontade de aprender e busque constantemente por conhecimentos e desafios.

Quanto ao seu papel como líder, ela afirma que o ideal é se comunicar em excesso, especialmente em períodos de trabalho remoto: “precisamos ser evangelistas e contar várias vezes a mesma coisa, usando canais diferentes. Vale a pena, em 30 segundos, falar alguma coisa a respeito de onde estamos indo. Tem gente que prefere ler, tem gente que prefere áudio… use e abuse de todos os canais”, afirma.

Neste material, você pôde conhecer um pouco mais sobre a história e trajetória de Luciana Caletti, liderança feminina de destaque em nosso país. Para acompanhar outras histórias, continue com a gente durante essa semana e confira nossos materiais!