Qulture.Rocks se junta ao UOL EdTech. Saiba mais

Microlearning: entenda o que é e saiba como aplicar na empresa

Qulture.Rocks

Microlearning - Mão segurando uma lâmpada representando uma ideia

Microlearning é uma estratégia utilizada pelas empresas para repassar um conteúdo complexo dividido em algumas pequenas partes, com linguagem simples e fácil de ser entendida por parte de seus colaboradores e colaboradoras.

Em um negócio, é importante entender quais são as necessidades das pessoas da organização, especialmente voltadas à aprendizagem. Nesse sentido, existe a possibilidade de buscar as ferramentas existentes no mercado e possibilitar que profissionais sejam capacitados conforme os gaps identificados. No entanto, há assuntos que são mais complexos e geram mais dificuldades de assimilação.

Nesse contexto, buscar estratégias que permitam às pessoas uma melhor compreensão se tornam essenciais para a gestão de um negócio. Sendo assim, o microlearning se destaca. Neste conteúdo, explicamos um pouco mais sobre o tema. Confira!

Navegue pelo conteúdo:

Faça o download deste post inserindo seu e-mail abaixo

Não se preocupe, não fazemos spam.

Qual a diferença entre e-learning, b-learning, pílulas do conhecimento e microlearning?

Inicialmente, traremos alguns conceitos importantes sobre learning que geram confusão entre gestores(as), especialmente aqueles(as) que desejam implementar estratégias em seu negócio. Entenda!

E-learning

E-learning é uma das muitas formas de aplicar aprendizagem à distância para a sua equipe. Para isso, serão utilizados recursos audiovisuais e computacionais, seja para uma pessoa, para um time ou para todo um setor. Trata-se, então, da abreviação de eletronic learning, traduzido de forma literal para aprendizado eletrônico.

Mas qual a diferença do e-learning para o aprendizado à distância em si? De acordo com o Ministério da Educação, aprendizado à distância pode ser traduzido como uma “modalidade educacional na qual alunos e professores estão separados, física ou temporalmente e, por isso, faz-se necessária a utilização de meios e tecnologias de informação e comunicação. Essa modalidade é regulada por uma legislação específica e pode ser implantada na educação básica (educação de jovens e adultos, educação profissional técnica de nível médio) e na educação superior.”.

Ou seja, o aprendizado à distância inclui o e-learning, mas também se baseia em outras estratégias para a transmissão do conhecimento.

B-learning

No caso do b-learning, temos uma modalidade de ensino híbrido. Sendo assim, vai combinar práticas presenciais e também à distância, de acordo com o objetivo de sua empresa. A principal diferença para o e-learning está justamente na combinação do ensino por meio computacional e audiovisual com os treinamentos elaborados na estrutura física da empresa (ou no fornecedor contratado).

Pílulas do conhecimento

Pílula do conhecimento é um conceito que mais gera confusão com o microlearning. Apesar de ser pequenas aulas (entre 3 e 5 minutos), não há necessidade de ter uma relação direta entre os temas.

Exemplo: suponhamos que a sua empresa deseja que todas as áreas transfiram seus conhecimentos para a organização de modo geral. Nesse sentido, um time por semana realizará uma pílula com algum aprendizado. Ou seja, as pílulas não terão conexão entre si, mas contribuirão para que cada área possa compartilhar algum conceito.

Microlearning

Por fim, o microlearning, conforme já falamos, vai explicar algum tema mais complexo para o seu time dividido em pequenas aulas com uma linguagem mais simples de ser assimilada. Ele traz alguns aspectos de todos os conceitos apresentados, mas que, caso não haja um cuidado, facilmente podem ser confundidos no momento em que a gestão optar pela melhor estratégia para a sua empresa.

Nesse sentido, é importante ressaltar que a metodologia se baseia em 3 pontos principais:

Banner Ebook Talent Science
  • entregar, para a empresa — um time, setor ou até mesmo individualmente — o aprendizado que ela precisa;
  • entender quando ela precisa desse aprendizado e por quanto tempo é necessário;
  • qual é o formato desse aprendizado.

Estratégias de microlearning contam ainda com 4 características principais:

  • conteúdos mais curtos, com até 20 minutos;
  • diversidade de conteúdo;
  • ter foco em um tópico específico, que também pode ser uma habilidade a ser desenvolvida ou uma necessidade específica para o projeto;
  • formatos variados.

Você também pode gostar destes conteúdos:
👉 PDI: entenda o que é, importância e como elaborar
👉 PDI nas empresas: confira alguns erros que podem dificultar o monitoramento
👉 Como o plano de sucessão se relaciona com o PDI? Entenda!

Quais são os diferenciais do microlearning para a empresa?

Agora que você já sabe mais detalhes sobre o microlearning, chegou o momento de entendermos um pouco mais sobre os seus diferenciais para a empresa. Confira!

Materiais mais simples de serem produzidos

O microlearning contribui para que a empresa conte com a oportunidade de produzir materiais de curta duração. Consequentemente, são mais fáceis de serem produzidos. Além disso, caso haja a busca por uma plataforma que tenha esses conhecimentos, a pessoa colaboradora terá mais disponibilidade para acessar esses cursos, uma vez que, por ter poucos minutos, consegue adequar à sua agenda de forma mais prática.

Aumento da produtividade

Em um projeto, independentemente de qual seja o objetivo, é importante que a gestão busque por estratégias para aumentar a produtividade de toda equipe. O microlearning conta com esse diferencial. Dessa forma, além de ter a possibilidade de se capacitar sobre os mais diferentes temas, a pessoa colaboradora não precisa deixar de se dedicar às suas demandas diárias.

Fácil personalização

Cada empresa e cada time conta com necessidades distintas. Por essa razão, quanto mais fácil for a personalização de uma capacitação, melhor será para os resultados. Entenda: o tema desenvolvimento de liderança pode ser visto de forma distinta por uma equipe mais técnica se comparado com um time de vendas, por exemplo.

No último caso, é importante que todas as pessoas da equipe tenham características de um(a) gestor(a) para comandar de forma efetiva seus momentos com o lead, além de saber gerenciar suas demandas de maneira autônoma e proativa.

Sendo assim, há a oportunidade de direcionar para cada equipe de acordo com suas necessidades, obtendo resultados mais atrativos com a estratégia.

Como aplicar o microlearning na empresa?

Apesar de contar com alguns diferenciais, as equipes têm dificuldades para aplicá-lo na empresa. Nesse caso, recomenda-se que haja um nivelamento dos métodos de treinamentos mais utilizados pelo negócio com aqueles aprendizados mais “dinâmicos” e “otimizados” do dia a dia.

Exemplo: suponhamos que a sua área de Customer Success tenha um treinamento para as novas pessoas da equipe que duram uma semana. Nesses treinamentos, alguns tópicos sobre a área são apresentados, além de o time apresentar alguns desafios para aqueles que acabaram de chegar. Todo esse conhecimento pode ser distribuído em webinars, vídeos curtos e até mesmo um curso que seja dividido em algumas “etapas” com aulas que tenham poucos minutos de duração.

Se você está no processo de adotar o microlearning na empresa, também indicamos que adote uma ferramenta online para o time. Dessa forma, há a oportunidade de conferir diferentes assuntos de acordo com as necessidades de cada área e possibilitar que as pessoas possam usufruir daquele material conforme as possibilidades de sua agenda.


E então, o que achou de conhecer um pouco mais sobre microlearning? Neste material, explicamos seus diferenciais, as diferenças para os principais conceitos de learning e também algumas dicas para adotar na sua empresa. Por fim, não podemos deixar de ressaltar sobre a necessidade de continuamente avaliar os resultados das estratégias elaboradas.

Ao entender o impacto do treinamento e desenvolvimento para a sua empresa, você pode potencializar aquilo que vem trazendo retorno e corrigir a rota do que pode ser aperfeiçoado.

Se você deseja entender um pouco mais sobre experiência de aprendizagem nas organizações, continue no blog e acompanhe um outro material que elaboramos sobre o tema!