fbpx

Primeiro ano de empresa: entenda como os OKRs podem auxiliar nesse processo

Renan Araújo

primeiro-ano-de-empresa

Existem alguns desafios que devem ser considerados no primeiro ano de uma empresa. Sabemos que começar um negócio do zero não é uma tarefa fácil. Porém, ao conhecer algumas práticas do mercado recomendadas por grandes profissionais, além de contar com um bom planejamento de estruturação das áreas, existe a possibilidade de ampliar as chances de sucesso, principalmente se considerarmos os objetivos a longo prazo.

Neste material, a gente explica alguns cuidados necessários para o primeiro ano da empresa, além de trazer alguns dados importantes do mercado. Continue a leitura e saiba mais!

Primeiro ano de empresa: dados do mercado

De acordo com um estudo realizado pelo Sebrae Nacional, cerca de 24,4% das empresas fecham as portas antes de completarem dois anos de existência. Quando pegado um nicho de quatro anos de mercado, o número pode chegar a 50%. Segundo o levantamento Demografia das Empresas, podemos identificar que cerca de 22,8% delas não sobrevivem ao primeiro ano de atuação.

O IBGE ainda trouxe alguns dados preocupantes: antes mesmo da crise provocada pela pandemia global do novo coronavírus, cerca de 70% das empresas fundadas no Brasil não sobreviviam por 10 anos ou mais. Apenas 25% dos negócios fundados em 2008 estavam presentes no ano de 2018 — e, depois de 1 ano, continuavam em operação 81,5% delas.

Desafios para o primeiro ano de empresa

Agora que você já sabe alguns dados importantes do mercado relacionados ao primeiro ano de empresa, traremos também desafios enfrentados pelos negócios.

Aquisição de clientes

O primeiro deles está relacionado à aquisição de clientes. Nenhuma empresa sobrevive sem uma cartela, certo? Por essa razão, é importante que a sua equipe (independentemente do tamanho) entenda bem o público que deseja atingir e quais são as dores que o produto soluciona.

Logo no primeiro ano de empresa, também é importante contar com uma equipe comercial que se alinhe à cultura de seu negócio e aos valores, de modo que haja, por parte do time de vendas, identificação com o produto para transmitir essa credibilidade aos potenciais clientes.

Retenção de cliente

De nada adianta atrair potenciais clientes, dar prosseguimento com a negociação e não conseguir reter as pessoas que acreditaram em seus produtos e serviços. Sendo assim, coletar o feedback de sua base, entender os pontos de melhoria e estudar continuamente o mercado e as evoluções de sua área contribuirá para uma maior satisfação de seu público e mais chances de eles se tornarem promotores de sua marca.

Planejamento

Em outros artigos, mencionamos sobre o conceito de estratégia que gostamos de trabalhar na Qulture: “a lógica por trás da série de passos e escolhas que a liderança de uma organização planeja dar para sair de onde a organização está hoje e chegar onde a liderança da organização espera que esta esteja em um ponto no futuro”.

Entender onde a sua empresa está e onde deseja alcançar a curto e longo prazo contribuirá para que haja o desdobramento das demandas de acordo com os objetivos traçados, além de as diferentes áreas terem a oportunidade de focar as atividades de acordo com a visão de 1 ano do negócio.

OKRs e primeiro ano de empresa: como elas trabalharão como uma importante aliada

OKRs são um sistema de metas coletivas e individuais que convergem para a busca de metas globais de uma empresa. Entre os pontos que contribuíram para a fácil aceitação dos OKRs, destacam-se a simplicidade e a transparência, bem como os efeitos de foco e motivação de equipes.

Além disso, a metodologia conta com adaptabilidade a diferentes realidades. Pode ser utilizada tanto por uma grande empresa quanto para um negócio que está começando do zero. No Google, por exemplo, é utilizada desde o primeiro ano de atividade, quando a gigante global contava com apenas 40 colaboradores — e em uso até os dias de hoje.

Por que essa metodologia é importante também para quem está se inserindo agora no mercado?

Ciclos mais curtos

Como vimos, boa parte das empresas fecham suas portas antes mesmo de completarem 1 ano de atividades. Por essa razão, não é interessante você estabelecer metas anuais, uma vez que não terá a possibilidade de fazer correções de rota caso algum projeto não tenha atingido o êxito esperado.

No caso dos OKRs, os ciclos variam entre 1 e 6 meses, o que possibilita revisão constante das metas e um monitoramento mais próximo dos resultados.

No último ano, por exemplo, o mundo foi acometido pela pandemia global da COVID-19. Certamente todo o planejamento de grande parte das empresas precisou ser revisto, uma vez que afetou a economia de qualquer negócio. Com o uso dos OKRs, essas correções são naturais do processo, além de possibilitar uma revisão contínua das atividades planejadas.

Mais flexíveis

As pessoas contratadas para o seu negócio serão essenciais para dar prosseguimento às demandas, além de trazer ideias inovadoras que contribuem para resultados mais efetivos. Os OKRs são definidos de forma mais descentralizada, dando mais voz e participação aos profissionais do negócio.

No caso das metas tradicionais, são desdobradas do topo baixo de maneira formal e rígida por uma área de desempenho. Aqui, o time como um todo é incentivado a definir seus OKRs em alinhamento com os objetivos mais elevados da empresa, o que contribui para mais motivação e envolvimento nos projetos.

Demais benefícios do uso dos OKRs

Além desses pontos mencionados, podemos destacar como diferenciais do uso da metodologia de OKRs:

  • foco e priorização — os OKRs forçam a empresa a priorizar resultados do negócio que são mais importantes em determinado período;
  • mais alinhamento — os OKRs nascem da visão e da missão da empresa e são desdobrados até que todos saibam o que é mais importante focar para esse período do negócio;
  • transparentes — por padrão, todo o time pode acessar os diferentes OKRs da empresa e entender como os seus objetivos se alinham com o de colegas.

Neste conteúdo, você pôde entender alguns dos desafios enfrentados no primeiro ano de empresas, além de conferir como o uso dos OKRs podem contribuir nesse sentido. Conforme vimos, é importante que as metas e objetivos das equipes estejam alinhadas com os objetivos do negócio. Como os OKRs podem ser adaptados para diferentes cenários e empresas de tamanhos distintos, certamente serão importantes aliados para que a empresa possa crescer e se desenvolver.

Se você deseja entender como implementar os OKRs no negócio, continue no blog e acompanhe outro material que produzimos sobre o tema!