fbpx

Confraternização nas empresas: como se adequar ao período de pandemia?

Renan Araújo

2020 foi um ano atípico para as empresas: depois do primeiro caso de coronavírus confirmado no estado de São Paulo, em fevereiro, governos municipais e estaduais publicaram decretos de distanciamento social, obrigando empresas de todos os estados a optarem pelo trabalho remoto como uma das medidas de contenção do problema.

Nesse cenário, muitas modificações precisaram ser feitas. Reuniões por meio das ferramentas disponíveis na internet, necessidade de buscar por uma comunicação mais próxima dos profissionais, além dos desafios comuns enfrentados pelos colaboradores por trabalhar diretamente de suas casas.

Hoje, muitas organizações ainda estão operando em home office. Além disso, a pandemia ainda demonstra força em diversas partes do mundo: sendo assim, confraternizações de final de ano de forma presencial, só ano que vem.— 

Mas como é possível promover a integração de seu time mesmo em um contexto como esse? Pensando nisso, elaboramos este conteúdo para que você tire suas dúvidas. Continue a leitura e saiba mais!

Por que confraternizar nesse período de pandemia?

Em um ano de tantas adaptações e dificuldades enfrentadas por todas as pessoas, as empresas precisaram se preocupar ainda mais com a saúde mental de seus profissionais — de acordo com um estudo feito pela UERJ, a depressão e a ansiedade aumentaram 80% durante a quarentena.

Afinal, a pandemia trouxe uma realidade de distanciamento social que, até então, nossa geração ainda não havia presenciado. Encontros, festas e demais  comemorações precisaram ser feitas de forma completamente remota, bem como as atividades diárias de trabalho.

Além disso, devido ao fechamento de grande parte do comércio, a economia sofreu os impactos. De acordo com um levantamento do IBGE divulgado pela Folha, o desemprego no país aumentou em 27,6% apenas nos primeiros quatro meses.

Apesar de não ser um ano de grandes comemorações, muitas empresas conseguiram passar por esse período de forma mais tranquila, buscando continuamente traçar estratégias que pudessem motivar seus colaboradores e garantir que eles se sentissem bem.

Muitas vezes, o contato presencial é insubstituível. No entanto, nada melhor do que ampliar as conexões humanas com as alternativas existentes.

Como realizar uma confraternização de fim de ano durante a pandemia?

Confira as principais dicas que selecionamos!

Premiações

Ao final de cada ano, diversas modalidades contam com as suas premiações. Cinema, televisão, música… sempre há o reconhecimento por aqueles que entregaram um trabalho de qualidade e que atraísse a atenção do público.

Na empresa, não é diferente. De acordo com um estudo feito pela Psycometrics, em um levantamento feito no Canadá, liderados mencionaram o reconhecimento como o terceiro ponto mais importante para melhorar o engajamento.

Nesse sentido, encontre algumas “categorias” que estejam associadas à boa cultura de sua empresa e premie esses colaboradores — pode até realizar um evento online com apresentações que simulem os grandes eventos internacionais, por exemplo.

Existe possibilidade até mesmo de realizar algumas premiações “cômicas”: basta usar a criatividade!

Festas temáticas

Quem é que disse que as festas temáticas não podem ser inesquecíveis, mesmo se feitas de forma remota? Escolha algum assunto de interesse de grande parte dos colaboradores e faça um evento online para essa confraternização, realizando gincanas e brincadeiras ao longo da festa.

Para isso, o ideal é que tenha uma pequena comissão, que vá avaliar quais são as atividades mais interessantes para o perfil de seus colaboradores, além de tomar a frente das atividades na data escolhida. Dessa forma, vai garantir uma maior organização, proporcionando uma experiência positiva aos seus profissionais.

Caso a empresa tenha budget, pode inclusive enviar alguns “mimos” aos profissionais no dia da festa, de acordo com o tema. Petiscos, bebidas, entre outros itens que vão estimulá-los a comparecerem.

Atividades em grupo

Neste ano, as empresas precisaram se adaptar nos mais diversos contextos. Para confraternizações de fim de ano, não é diferente. Existe a possibilidade de, em vez de fazer algum evento online que remeta às antigas comemorações, promover atividades em grupo que tenham relação com o seu segmento.

Aulas de pintura, de dança, entre outras alternativas podem ter uma recepção bem positiva de seu quadro de colaboradores. Novamente, o importante é avaliar o perfil de seus profissionais e optar por aquele tipo que melhor se adapte à realidade do negócio.

Show de talentos

Já imaginou o quanto seria divertido ver de perto quais são as potencialidades de seus colaboradores? Principalmente para as empresas que tenham em seu quadro de colaboradores pessoas que topam qualquer situação, o show de talentos trará momentos de descontração e também de integração entre os times.

Grande parte das contratações feitas durante a pandemia foi à distância. Nesse sentido, há pessoas que muitas vezes nem conhecem seus colegas de trabalho. Ou seja, essa é uma oportunidade para conhecer os dotes artísticos de antigos e novos funcionários, seja para cantar uma música, contar uma boa história, tocar instrumentos ou, quem sabe, um show de stand up.

E então, o que achou de conferir essas ideias de confraternização na pandemia? Conforme abordamos, esse foi um período de muitos desafios e grandes aprendizados. Por essa razão, integrar o seu time e promover um cenário de descontração será essencial para que eles se sintam bem e possam fechar esse ciclo de forma mais descontraída — contribuindo para o engajamento e a qualidade de vida no espaço de trabalho.

Se gostou dessas dicas e deseja acessar constantemente materiais como esses, basta seguir nossa página no LinkedIn e conferir todas as nossas novidades!