fbpx

Cultura e clima organizacional: entenda a diferença

Renan Araújo

clima-cultura-organizacional

Cultura e clima organizacional: você conhece a diferença existente entre eles? De acordo com um panorama de RH divulgado em 2018, 78% das empresas participantes contam com valores e um código de conduta divulgado por escrito em suas organizações. Além disso, a preocupação com o clima organizacional tem se tornado cada vez mais frequente, visando reduzir o índice de rotatividade, aumentar a produtividade dos profissionais, além proporcionar um ambiente que traga mais qualidade de vida no trabalho.

Mas qual é a diferença entre clima e cultura? Pensando nisso, elaboramos este conteúdo para que você confira uma explicação mais completa sobre ambos os conceitos. Continue a leitura e saiba mais!

O que é cultura organizacional?

Nos últimos anos, o conceito de cultura organizacional foi muito discutido entre estudiosos teóricos, psicólogos industriais e executivos. Entre os principais debates, o significado de cultura é debatido como um conjunto de valores e crenças que uma empresa define como seus — ou seja, tanto ao que é quanto ao que deveria ser.

Visão de diferentes estudiosos

Tony Lin, sócio da Sequoia Capital, define como “os valores e os comportamentos do dia a dia de cada membro do time em busca da missão da empresa”. Já Jon Katzenbach, fundador do Katzenback Center da Strategy&, afirma: “feita de hábitos e respostas emocionais, a cultura de uma empresa é a soma dos padrões de comportamento, sentimento, pensamento e crenças que se autorreforçam e que determinam a forma como fazemos as coisas aqui”.

No Dicionário Cambridge de Negócios, a cultura organizacional são “as crenças e ideias que uma empresa tem e a forma como a empresa faz negócios e como seus colaboradores se comportam”.

Edgar Schein, um dos grandes teóricos sobre gestão, afirma que “Talvez o aspecto mais intrigante do conceito de cultura é que ele nos aponta para fenômenos que estão debaixo da superfície, que são poderosos em seus impactos mas invisíveis e até certo ponto inconscientes… a cultura é para um grupo o que a personalidade é para um indivíduo. Podemos ver o comportamento dela resultante, mas muitas vezes não conseguimos ver as forças escondidas que causam certos tipos de comportamentos.”

Nesse sentido, definimos que cultura organizacional é a forma com que as pessoas se comportam em uma empresa, influenciada por valores, incentivos e artefatos.

O que é clima organizacional?

O clima organizacional é um construto. Isto é, um conceito elaborado a partir de outros conceitos. Nesse sentido, quando abordamos sobre clima, falamos necessariamente sobre seus componentes. De acordo com a literatura científica sobre o assunto, o clima organizacional é um amalgamado das percepções dos colaboradores e colaboradoras em relação a diversos aspectos da sua experiência, como:

  • remuneração e benefícios;
  • confiança no futuro desempenho do negócio;
  • relação com o gestor direto;
  • confiança na liderança da empresa;
  • o quanto a organização investe em diversidade; entre outros pontos.

Ter o diagnóstico sobre essas percepções é possível a partir da Pesquisa de Clima. Mas atenção: a pesquisa por si só serve apenas como diagnóstico. O passo seguinte da área de RH é estudar os resultados, planejar intervenções nas práticas, políticas e processos da empresa, além de monitorar se essas intervenções:

 a) geraram mudanças no Clima Organizacional

 b) quando positiva, se a mudança no Clima Organizacional promoveu resultados palpáveis de negócio.

Preocupar-se com os profissionais de seu negócio é tão importante quanto a atenção que é voltada para o seu público. Da mesma forma que a equipe busca avaliar o grau de satisfação dos clientes e o que levou determinada conta a cancelar o seu contrato, é preciso buscar os motivos que levam a um colaborador desengajado (e traçar estratégias de aprimoramento).

Qual a diferença existente entre clima e cultura organizacional?

Agora que você já está por dentro dos conceitos de clima e cultura, quais as principais diferenças existentes entre eles? Além desses pontos já mencionados, a principal distinção existente é o fato de que a cultura dificilmente é modificada.

Em relação à cultura da Amazon, Jeff Bezsos destaca que a cultura da empresa não necessariamente precisa agradar a todos. Pelo contrário, agradará a poucos. No entanto, as poucas pessoas que se sintam bem com essa cultura, dificilmente conseguiriam trabalhar em outro local.

De forma semelhante, Marcel Telles, um dos fundadores da AB Inbev, pensa: “Não gosto muito de usar essa analogia, mas eu vejo assim como uma espécie de formação de Mariners. Não é todo mundo que gosta daquilo, daquele nível de exercício, de exigência, de quase dor. Mas quem gosta, gosta pra valer. Tem um orgulho imenso e provavelmente não trabalharia em outro lugar”.

Do contrário, o clima organizacional pode ser modificado por estratégias da gestão. Ele pode ser afetado de acordo com as mudanças que forem realizadas pelas lideranças, com base na análise feita a partir da Pesquisa de Clima. Entenda: caso haja uma identificação de que profissionais de determinada área estão insatisfeitos com a pouca autonomia oferecida ao time, um plano de ação pode ser criado a partir disso — o que traria modificações em um curto espaço de tempo.

Neste material, você pôde conhecer um pouco mais sobre a diferença existente entre clima e cultura organizacional. Conforme percebido, ambos são essenciais para manter o engajamento dos profissionais, a produtividade de todo o time, bem como garantir a retenção de talentos.

Gostou deste conteúdo? Que tal compartilhar em suas redes sociais para que outras pessoas também entendam as diferenças entre esses pontos? Até a próxima!