Qulture.Rocks se junta ao UOL EdTech. Saiba mais

Clima Organizacional: entenda o que é e a sua importância

Renan Araújo

Clima organizacional - Pessoas conversando em uma mesa

De maneira simplificada, o clima organizacional é a percepção dos colaboradores e colaboradoras de uma organização sobre os processos, políticas e práticas da empresa. O entendimento de como está o clima de sua empresa contribui significativamente para a retenção de talentos e para a redução do absenteísmo.

Há algum tempo, grande parte das empresas se preocupava em manter uma equipe altamente produtiva, sem se preocupar com a saúde e o bem-estar de seus profissionais. No entanto, cada vez mais essas questões foram ganhando importância dentro das organizações, de modo que as diretorias e demais lideranças também se atentassem ao clima organizacional.

Para se ter uma ideia sobre a necessidade desse conhecimento para a empresa, no ano de 2019 foi incluída pela OMS na lista de doenças associadas ao trabalho a Síndrome de Burnout, caracterizada pela exaustão física e psicológica do ambiente profissional.

Pensando nisso, elaboramos este conteúdo para que você entenda um pouco mais sobre o que é o clima organizacional, quais as vantagens de se preocupar com essa questão, além de dicas úteis de como aprimorá-lo em sua empresa. Continue a leitura e saiba mais!

Navegue pelo conteúdo:

Faça o download deste post inserindo seu e-mail abaixo

Não se preocupe, não fazemos spam.

O que é Clima Organizacional?

Conforme explicamos, o clima organizacional é a percepção dos colaboradores e colaboradoras de uma organização sobre os processos, políticas e práticas da empresa. Caso o clima organizacional esteja negativo, consequentemente vai haver uma redução da produtividade, além de a satisfação dos profissionais ficar reduzida.

O clima organizacional é um construto, ou seja, um conceito criado a partir de outros conceitos. Por isso, quando falamos de clima, falamos necessariamente dos seus componentes. Segundo a literatura científica sobre o assunto, o clima organizacional é um amalgamado das percepções dos colaboradores e colaboradoras em relação a diversos aspectos da sua experiência, como:

  • Remuneração e benefícios;
  • Oportunidades de crescimento profissional;
  • Justiça em relação a méritos e promoções;
  • Equipamentos de trabalho (softwares, escritório, computadores, etc.);
  • Trabalho em times;
  • Liderança direta.

Qual a importância do Clima Organizacional para as empresas?

O clima organizacional impacta diretamente o bem-estar, a motivação e a produtividade dos colaboradores. Por isso, é fundamental que o RH com apoio das lideranças mantenha um ambiente de trabalho agradável e seguro para as pessoas do time. Conheça os benefícios que as boas práticas de gestão de clima organizacional podem promover na sua empresa!

Alinhamento do time

A comunicação entre líderes e liderados é fundamental para o alinhamento do time e a confiança entre as pessoas da equipe e pode ser estimulada através de práticas como one-on-ones e feedbacks contínuos. Essas práticas estimulam a transparência, facilitam a comunicação interna e contribuem para a resolução de problemas.

O ranking do Great Place to Work (GPTW) de 2019 confirma essa relação entre os feedbacks e a confiança interna. Colaboradores que receberam somente um feedback durante o ano apresentaram um índice de confiança de 79. Já os colaboradores que receberam quatro ou mais feedbacks nesse período têm um índice de 91.

Esse dado comprova que ouvir o que as pessoas do time têm a dizer sobre o trabalho é fundamental para a manutenção de um clima organizacional favorável. Essas práticas favorecem a participação dos colaboradores, fortalecem o senso de pertencimento e aumentam o engajamento.

Aumento do engajamento dos colaboradores

Colaboradores estimulados no trabalho tendem a ser mais motivados e produtivos, pois se sentem protagonistas e responsáveis pelos resultados do negócio. Esses estímulos e desafios são uma forma eficiente de gerar senso de pertencimento no dia a dia da empresa e fomentar o desenvolvimento das pessoas do time. Além disso, um clima organizacional engajado tem um impacto positivo no bem-estar dos colaboradores, podendo diminuir as taxas de turnover e absenteísmo na empresa.

As oportunidades de crescimento são outro fator determinante para a permanência de um colaborador na organização. É por isso que um clima engajado e que fomenta o desenvolvimento das pessoas do time beneficia a retenção dos talentos na empresa. Essas boas práticas de gestão de clima também contribuem para a redução da rotatividade nas empresas, pois colaboradores satisfeitos e engajados tendem a permanecer no trabalho.

Fomento à inovação

O estímulo e engajamento do time favorece a proatividade e a cultura de inovação nas organizações, pois colaboradores motivados e com senso de pertencimento são mais propícios a proporem soluções na empresa.

O ranking GPTW de 2019 aponta que – nas 150 melhores empresas para trabalhar no Brasil – 79% das sugestões enviadas por colaboradores foram implementadas. O ranking ainda aponta que essas iniciativas geraram um ganho médio de R$ 201 milhões no total.

Esse resultado reforça o impacto positivo que um clima organizacional favorável aos colaboradores pode gerar nas empresas. E agora que você já viu os benefícios da gestão de clima organizacional, saiba quais são os fatores que impactam o clima de uma organização.

Você também pode gostar destes conteúdos:

👉 Pesquisa de Clima Organizacional: o que é e a sua importância

👉 Quais os diferenciais da pesquisa de clima em relação à pesquisa pulsada?

👉 Conheça o eNPS e aprenda a medir o grau de satisfação dos colaboradores

Quais fatores afetam diretamente o Clima Organizacional de um negócio?

A seguir, selecionamos os principais fatores que afetam o clima organizacional de uma empresa. Confira!

Relacionamentos interpessoais

Ao mencionarmos sobre relacionamentos interpessoais, estamos nos referindo aos relacionamentos cotidianos do profissional — tanto com os colegas quanto com as lideranças.

Nesse sentido, é preciso levar em consideração que as atitudes dos gestores tendem a impactar diretamente no Clima. Afinal, vai refletir no modo como os liderados e lideradas reagem aos diferentes tipos de problemas, além de conduzi-los e orientá-los sempre que necessário.

Para se ter uma ideia, de acordo com uma pesquisa feita pela Gallup, os relacionamentos com os gestores são responsáveis por até 75% das demissões, o que comprova o impacto que isso traz para o dia a dia de um negócio.

Políticas de RH

Quais são as políticas de RH implementadas em sua empresa? Ao abordarmos sobre o tema, estamos nos referindo desde o processo de recrutamento e seleção até às políticas de benefícios e de desligamento.

Entenda: caso a contratação de novos colaboradores não leve em consideração a cultura de seu negócio e o quanto aquela pessoa está adequada a esse perfil, há um risco de contratar indivíduos que não se identificam com a rotina de sua organização. Consequentemente, o senso de responsabilidade em relação às suas demandas pode ser reduzido, bem como a sua satisfação com o trabalho.

Infraestrutura de uma empresa

A estrutura de uma empresa também pode afetar o clima organizacional, tanto de forma positiva quanto de forma negativa. Se a sua gestão não oferece condições para que os profissionais trabalhem de maneira adequada, existem as chances de que a qualidade das demandas seja impactada, o que prejudica a motivação dos colaboradores como um todo.

Treinamento & Desenvolvimento

Práticas de treinamento & desenvolvimento estão diretamente ligadas a um clima organizacional positivo. Para se ter uma ideia dessa importância, de acordo com um estudo realizado pela Association for Talent Development (ATD), organizações que investem em treinamentos personalizados para as suas demandas usufruem de uma melhora de até 218% da produtividade.

Para implementar uma estratégia que seja mais efetiva, recomendamos:

  • fazer um diagnóstico para entender quais são as necessidades da empresa — há metodologias que podem ser utilizadas como aliadas, como a Avaliação de Desempenho e o Plano de Desenvolvimento Individual. Na Avaliação de Desempenho, por exemplo, os temas identificados como oportunidades de desenvolvimento podem ser trabalhados por parte da gestão. No PDI, os treinamentos servirão como plano de ação para o desenvolvimento das pessoas colaboradoras;
  • realizar um bom planejamento —  independentemente de qual seja a estratégia adotada em sua empresa, é importante que seja feito um bom planejamento em relação às ações que serão implementadas. Nele, vai haver a definição de metas e processos importantes para o treinamento & desenvolvimento;
  • execução —  qual seria o modo de execução mais indicado para as práticas de treinamento & desenvolvimento de sua empresa? Ter esse entendimento contribui para que busque bons fornecedores e que atendam à realidade de seu negócio;
  • avaliação —  como em qualquer processo, existe a etapa de debriefing. O que deu certo dentro desse planejamento? O que pode ser aperfeiçoado para as próximas ações? Quais foram os resultados de desenvolvimento dentro do time? Como o T&D, de fato, impactou o clima organizacional da empresa?.

Como melhorar o Clima Organizacional de uma empresa?

Pensando em trazer melhorias constantes para o clima organizacional, confira as dicas que selecionamos que podem ser aplicadas em sua empresa!

1. Crie um ambiente de confiança entre líderes e liderados

Chegamos a mencionar sobre a importância de contar com lideranças engajadas em sua empresa para melhorar o clima organizacional. Nesse sentido, é essencial criar um ambiente de confiança entre a gestão e os profissionais de seu negócio, de modo que estimule o máximo de envolvimento entre os colaboradores.

A prática de one-on-ones, por exemplo, pode ajudar nesse processo. Trata-se de uma reunião periódica entre o gestor e o seu liderado que traz um impacto positivo tanto para a empresa quanto para os profissionais.

Em seu livro The Hard Thing About Hard Things, Ben Horowitz afirma que um dos grandes diferenciais desse hábito é possibilitar um fluxo de informações mais preciso de baixo para cima em um negócio. De acordo com o autor, algumas informações são transmitidas somente em um ambiente seguro e privado. E, quando há problemas e riscos envolvendo a empresa e esses pontos sobem livremente, há a possibilidade de agir de forma proativa.

Banner Ebook Talent Science

Além disso, a prática de one-on-ones também contam como diferenciais:

  • melhoria no fluxo de informações da empresa como um todo;
  • maior engajamento dos profissionais;
  • mais confiança entre as equipes com as suas lideranças.

Algumas atitudes diárias por parte das lideranças também contribuem para um clima organizacional positivo:

  • sinceridade e empatia por parte das lideranças;
  • transparência por parte das gestões de alto escalão da empresa;
  • integridade entre os discursos promovidos e a prática;
  • cumprimento das responsabilidades individuais.

2. Permita que seus profissionais sejam valorizados

O que os profissionais têm a dizer sobre a sua empresa? Além de as lideranças terem esse entendimento por meio das one-on-ones, também é importante conhecer o sentimento das pessoas em relação à rotina de trabalho e até mesmo como a vida pessoal tem influenciado em suas demandas. Dessa forma, existe a possibilidade de trabalhar de forma mais adequada o diálogo com liderados e lideradas, de acordo com as suas particularidades.

Além disso, conte com ferramentas que permitam à toda empresa celebrar as conquistas de seus colegas. Seja o reconhecimento individual, seja o reconhecimento para todo o time, elogiar sempre é positivo, principalmente quando o trabalho exercido gerou grande impacto para a organização e também para os clientes.

Outro ponto importante dos elogios é a oportunidade de reforçar os valores da empresa. Sempre que eles forem praticados pelos times, é possível relembrar os tópicos da cultura organizacional que foram percebidos nesse trabalho, o que contribui para que toda a organização também absorva esses valores.  

3. Proponha treinamentos e capacitações

Treinamentos e capacitações contribuem diretamente para os bons resultados de uma empresa. Ao abordarmos sobre esse tema, não estamos nos referindo apenas em contratar palestras e cursos de grandes nomes do mercado. Os próprios profissionais podem repassar seus conhecimentos para outras pessoas, contribuindo para o aprendizado de toda a organização.

Afinal, áreas distintas exercem funções muito diferentes. O modo de trabalho que determinado time exerce pode contribuir para o dia a dia de outra equipe, o que gera um aumento da produtividade e também da motivação.

Além disso, sempre que uma pessoa fizer um curso que traga insights importantes para as equipes, existe a possibilidade de ela repassar esses aprendizados, o que consequentemente permite a otimização das qualidades profissionais.

A capacitação contribui não apenas para o clima organizacional, como também possibilita:

  • desenvolvimento pessoal de toda a equipe;
  • aumento da produtividade;
  • melhorias na confiança dos colaboradores ao exercerem suas funções;
  • redução da rotatividade;
  • aumento da credibilidade da empresa.

4. Estimule a diversidade

Apostar na diversidade das empresas deve ser uma preocupação de todas as organizações. De acordo com uma pesquisa feita pela Harvard Business, nas organizações em que há essa atenção, os conflitos são reduzidos em até 50% se comparados com as empresas que não investem no tema.

Além disso, em um estudo feito pela empresa de consultoria e gestão McKinsey e Company, aquelas organizações que contam com diversidade étnica e racial têm 35% maiores probabilidades de alcançarem rendimentos acima da média em seu setor.

Em um outro levantamento feito pelo portal Vagas.com com cerca de 2000 profissionais, para 70% dos participantes a questão da diversidade está à frente de questões como promoções, incentivo e infraestrutura. Devido a todos esses números, torna-se clara a necessidade de estimular a diversidade para melhorias no clima organizacional.

Confira, a seguir, um Ted Talk que explica práticas para se levar a sério a diversidade nas empresas.

5. Apresente a importância do Clima Organizacional para todas as lideranças

Novamente, caímos no tema sobre lideranças. Elas exercem grande influência quando nos referimos às melhorias do clima organizacional e, por essa razão, é preciso que os gestores entendam sobre a necessidade de investir nesse assunto.

Caso seja necessário, promova treinamentos sobre clima para as suas lideranças, de modo que elas sejam imersas no tema e possam traçar estratégias, junto com a empresa como um todo, para que haja o aperfeiçoamento dessa questão.

Você também pode gostar destes conteúdos:

👉 Absenteísmo: o que é, causas e como evitar

👉 Turnover: o que é, tipos e como reduzir em sua empresa

👉 Feedbacks: Quanto mais, melhor. Saiba mais!

Quais são os indicadores de Clima Organizacional em uma empresa?

Agora que você já conhece estratégias eficazes de como melhorar o clima organizacional, chegou o momento de explicarmos alguns dos indicadores que podem ser avaliados. Entenda!

1. Absenteísmo

O absenteísmo pode ser considerado um dos problemas mais antigos das organizações. Se em sua empresa há um alto número de profissionais faltando regularmente ou chegando atrasado, é um sinal de que o clima organizacional está negativo. Como o absenteísmo impacta uma empresa? Entenda:

  • enfraquecimento da cultura organizacional;
  • queda de produtividade;
  • insatisfação das equipes;
  • problemas de saúde e motivação;
  • aumento dos custos.

Entre as principais causas identificadas pelo aumento do absenteísmo, doenças e problemas de saúde, falta de motivação e engajamento, falta de estrutura e baixa expectativa quanto ao desenvolvimento profissional podem ser consideradas como as principais — e todos esses pontos são impactados quando um clima organizacional não vai bem.

2. Turnover

Se a rotatividade de seus profissionais está em alta, existe a necessidade de verificar quais são os pontos de seu negócio que influenciam essa taxa. Entre os motivos que podem influenciar, destacamos:

  • desgaste físico e psicológico dos profissionais;
  • tratamento diferenciado às equipes;
  • falta de oportunidades;
  • pouca autonomia;
  • conflitos com as lideranças;
  • ausência de uma cultura organizacional sólida.

Quando há um bom clima organizacional, as pessoas são estimuladas a permanecer no trabalho. No ano de 2016, uma pesquisa feita pelo Departamento Intersindical de Estatística e Estudos Socioeconômicos identificou um índice de 24% de rotatividade voluntária entre as empresas do Brasil. Quando comparamos essa taxa com as 150 melhores empresas para se trabalhar no país, a diferença é grande: nelas, o índice é de 7%.

3. Ausência de feedbacks

Os feedbacks são essenciais para uma cultura sólida e de alta performance. Por essa razão, existe a necessidade da empresa trabalhar continuamente essa questão em seu negócio, de modo que líderes, liderados e lideradas sejam estimulados a transmitir uma mensagem clara para usufruir ao máximo dos benefícios que essa prática traz.

Em um estudo desenvolvido pela Gallup, há a conexão da existência de feedback com o desenvolvimento dos colaboradores. Nele, foi apontado que 44% dos millenials que têm reuniões frequentes com seus líderes se declaram engajados. Além disso, de acordo com a pesquisa Panorama de RH no Brasil de 2018, 78% das pessoas acreditam que o feedback contribui para o desenvolvimento profissional.

A seguir, Sheila Heen aborda um pouco mais sobre as práticas de feedbacks nas empresas:

4. Produtividade

Aumentar a produtividade sem que afete a satisfação dos profissionais é um dos principais objetivos de qualquer gestão. Quando há bons resultados nesse sentido, é um sinal de que o clima organizacional é positivo, uma vez que há uma maior proatividade dos profissionais em buscar por inovação e melhorias em suas atividades.

O que é uma Pesquisa de Clima Organizacional e por que adotar?

Conforme vimos, é fundamental ter conhecimento sobre o clima organizacional. Mas como mensurar os sentimentos que seus profissionais têm sobre a empresa? Por meio da Pesquisa de Clima Organizacional, há a possibilidade de entender como é o ambiente de trabalho e o efeito sobre os seus colaboradores. Assim, é possível identificar a percepção deles sobre a organização e traçar planos de melhoria, com base nos resultados alcançados.

A seguir, selecionamos algumas características para garantir o sucesso da pesquisa de clima em um negócio:

  • garantia do anonimato das pesquisas — com isso, as pessoas colaboradoras terão mais confiança para trazerem qual é a sua percepção concreta em relação aos diferentes aspectos de sua experiência;
  • envolvimento da diretoria — existem ações que só podem ser colocadas em prática se a diretoria estiver participativa com o processo. Se for identificado, por exemplo, que o investimento em treinamento & desenvolvimento é abaixo do esperado, é importante que haja engajamento por parte das lideranças em trazerem soluções que supram esse gargalo;
  • divulgação dos resultados — ao divulgar os resultados, também diga quais foram as ações pensadas para a empresa. Dessa forma, as pessoas colaboradoras identificarão que as respostas da pesquisa de fato estão surtindo efeito e, naturalmente, estarão mais envolvidas no processo;
  • refaça periodicamente — ao refazer a pesquisa de clima, você tem a oportunidade de identificar como as ações impactaram no clima da empresa e quais foram os resultados que elas trouxeram para o negócio como um todo.

Para que o objetivo da pesquisa de clima seja alcançado, o ideal é que ela tenha uma periodicidade em sua equipe. No entanto, a análise dos pontos destacados pelos profissionais deve ser feita de forma estratégica, de modo que gere melhorias e possa trazer um aperfeiçoamento no clima de toda a empresa.

Consequentemente, vai haver um aumento da satisfação, redução de turnover, queda de absenteísmo, entre outros ganhos apresentados ao longo deste conteúdo.

O que achou deste material? Para ter acesso a outras dicas e novidades como essas, assine nossa newsletter e tenha o material diretamente em sua caixa de entrada.