fbpx

PDI: entenda o que é, importância e como elaborar

Renan Araújo

PDI

Conforme sabemos, a avaliação de desempenho é uma avaliação estruturada do desempenho individual do colaborador em determinado período de tempo. Entre os principais objetivos dessa estratégia, melhorar o desempenho da empresa por meio da melhoria do desempenho dos profissionais se destaca. No entanto, após aplicar essa avaliação e ofertar o feedback, é preciso administrar o desenvolvimento da pessoa, por meio de foco e execução de estratégia. Isso é possível com o PDI.

Também conhecido como Plano de Desenvolvimento Individual, é uma estratégia que contribuirá para que a empresa e as lideranças consigam monitorar o desenvolvimento das competências de um profissional.

Pensando nisso, elaboramos este material para que você entenda o que é o PDI, quais as vantagens de aplicá-lo, dicas de como elaborá-lo, além de compreender como uma ferramenta de gestão de desempenho contribuirá nesse sentido. Continue a leitura e saiba mais!

O que é o PDI?

Conforme explicamos, o Plano de Desenvolvimento Individual é uma importante estratégia para que a empresa possa monitorar o desempenho das pessoas e o desenvolvimento de competências. Nesse sentido, além de atender aos interesses da empresa para resultados mais atrativos, também estará alinhado quanto aos objetivos do colaborador, às suas metas pessoais e objetivos que deseja alcançar dentro da organização.

Sabemos que, para o desenvolvimento de profissionais, é preciso investir mais nos feedbacks contínuos entre líderes, liderados, lideradas e demais pares, ter metas que inspirem e que sejam definidas de maneira colaborativas, além de contar com conversas entre lideranças e seus liderados que vão inspirar e gerar bons insights.

Porém, essas estratégias terão muito mais êxito se houver a oportunidade de administrar o desenvolvimento das pessoas, de modo que destrave o potencial humano e tenha foco na execução das ações planejadas. Sendo assim, o PDI será uma oportunidade para que haja uma potencialização do time como um todo, buscando sempre aplicar uma cultura de alta performance.

Quais as vantagens de adotar o PDI?

Agora que já sabemos o que é o PDI, chegou o momento de avaliarmos algumas das principais vantagens de adotá-lo na empresa. A seguir, selecionamos algumas das principais. Confira!

Aumento da produtividade

Ao aplicar o PDI, consequentemente a empresa passará a adotar um estilo de liderança participativo. Afinal, a gestão vai acompanhar o desenvolvimento da pessoa, auxiliar nas estratégias individuais e oferecer feedbacks relevantes sobre o que vem dando certo e o que pode ser aperfeiçoado nas ações.

Consequentemente, haverá um ganho de produtividade por parte da equipe, uma vez que a liderança participativa contribui para trazer mais respeito e admiração por parte de seus liderados e lideradas. De acordo com estudos realizados pela Gallup, as lideranças têm influência de até 70% no engajamento dos colaboradores. Profissionais engajados, consequentemente são mais produtivos.

Melhor cumprimento de metas

Quando as metas são coparticipativas — ou seja, criadas por meio da percepção tanto de líderes quanto de liderados —, há um maior estímulo para alcançar esses resultados. O PDI, nesse sentido, é uma importante ferramenta para que as pessoas entendam pontos de desenvolvimento que contribuirão para melhores resultados de suas entregas.

Entenda a relação: ao elaborar as metas junto com as lideranças, uma profissional identificou que precisaria investigar mais detalhadamente o por que os resultados anteriores não foram alcançados. A partir disso, solicitou feedback aos demais colegas, pedindo insights sobre o que poderia melhorar para trabalhar melhor e conseguir gerar mais resultados.

A partir desse retorno, ela identificou que toma para si diferentes demandas e projetos. Consequentemente, não consegue fazer entregas eficientes para todas as funções assumidas. Ou seja, era preciso focar em projetos específicos e obter o máximo de produtividade neles.  Sendo assim, ela vai formular um plano de ação, focando em pontos particulares e conseguindo alcançar as metas estipuladas.

Aproximação entre lideranças, liderados e lideradas

Ao elaborar um PDI, conforme explicamos, liderados e lideradas poderão apresentar suas estratégias para as lideranças, gerando uma maior aproximação entre ambos. Para que esse relacionamento seja ainda mais potencializado, o mais indicado é que realize reuniões one-on-ones. Trata-se de encontros periódicos entre a gestão e os profissionais liderados para discutir os desafios e demais tópicos de interesses do colaborador.

Com a definição de como será o PDI dessa pessoa, uma das pautas poderá ser o desenvolvimento e a aplicação das estratégias traçadas. Novamente, há a oportunidade das lideranças apresentarem suas percepções sobre o andamento do plano, possibilitando alterações de rotas para ter mais êxito no objetivo proposto.

Como auxiliar liderados e lideradas a desenvolverem um PDI?

A seguir, vamos apresentar algumas dicas práticas para auxiliar liderados e lideradas a desenvolverem o PDI. Veja!

Alinhe uma área que pretende desenvolver

Muitas vezes, liderados e lideradas podem encontrar dificuldades para estabelecer uma área que pretendem desenvolver. Por essa razão, o ideal é solicitá-lo que peça feedbacks a toda a equipe, conforme no exemplo apresentado mais acima.

A partir desses insights ofertados de forma genuína pelos colegas de trabalho, há a possibilidade de encontrar pontos que precisam ser trabalhados para que os resultados e as entregas sejam mais efetivas.

Além disso, é essencial revisar a avaliação de desempenho do colaborador. Analise quais foram os resultados da avaliação (ou seja, comportamentos observados e resultados atingidos) e quais foram os insumos encontrados para o desenvolvimento do colaborador para o próximo ciclo.

Também é indicado que você apresenta ao liderado oportunidades que estão surgindo na empresa e o que pode ser aperfeiçoado para alcançá-las, Exemplo: uma organização está passando pelo processo de globalização, adquirindo outras unidades ao redor do mundo. Vagas para lideranças serão abertas, mas o inglês fluente é um pré-requisito. Se a pessoa souber a língua mas não de forma fluente, é um tópico que pode ser desenvolvido.

Porém, deixe esses pontos a critério do colaborador, pois vai gerar maior motivação para alcançar os objetivos — o que aumenta as chances de êxito. 

Construa um PDI com estratégias mais específicas

Outro ponto importante para a construção do PDI junto ao profissional é a importância de traçar ações mais específicas. Não há a necessidade de trazer um plano que englobe todo o PDI. Porém, é preciso traçar ações periódicas que contribuirão para o resultado almejado.

Voltando ao exemplo da profissional que precisa focar em apenas um projeto. Quais seriam as estratégias de seu plano de ação? Entre elas, podemos colocar:

  • ler artigos que contribuam para aumentar o seu foco em apenas um projeto;
  • pedir feedbacks semanais para colegas de trabalho, de modo que ela avalie continuamente como está o seu desenvolvimento nesse sentido;
  • definir objetivos do projeto que ela terá mais foco, acompanhando esses resultados em todas as reuniões de one-on-one;
  • realizar pelo menos uma ação que envolva no projeto-foco por todos os dias.

Acompanhe o PDI periodicamente

Não basta criar o Plano de Desenvolvimento Individual se você não acompanhá-lo. Assim como nas OKRs, na qual o acompanhamento é essencial para alcançar os objetivos pretendidos, o PDI precisa ser monitorado para que liderados e lideradas analisem quais são as ações do plano de ação executadas, quais são os tópicos de melhoria e quais foram os resultados obtidos até então.

Por isso, é preciso documentar todas as ações propostas. Seja em um documento no computador, seja em uma ferramenta específica — abordaremos sobre o tema mais adiante —, essa será uma estratégia de suma importância tanto para as lideranças acompanharem o desenvolvimento quanto para liderados e lideradas corrigirem a rota do percurso caso necessário.

Defina um cronograma

Para aprimorar o acompanhamento do PDI, o ideal é que tenha um cronograma bem definido. Além das ações propostas, coloque uma data (e em alguns casos até mesmo horário) para cumpri-las. Exemplo: “até o dia 20 deste mês lerei 3 artigos que abordam sobre o tema e, semanalmente, às quartas-feiras, solicitarei o feedback para colegas que lidam diariamente com o meu trabalho”.

Porém, assim como as metas estabelecidas precisam ser alcançáveis, os prazos também. De nada adianta definir um cronograma apertado se não houver possibilidade de cumpri-lo. Caso contrário, existem os riscos de gerar desmotivação por parte do profissional.

Aplique os aprendizados

Ao longo da jornada do liderado ou liderada para atender aos objetivos propostos e seguir o PDI, quais foram os aprendizados adquiridos?  Não deixe de fazer uma avaliação ao final do ciclo para compreender os pontos fortes e pontos fracos, além de trazer insights para toda a equipe sobre o conhecimento alcançado nos planos de ação.

Caso a pessoa tenha estudado artigos, por exemplo, em algumas de suas reuniões periódicas com todo o time ela tem a oportunidade de trazer esses aprendizados. Por essa razão, incentive-o a criar um documento no qual vai exemplificar os entregáveis, as ações adotadas e os desafios observados durante o processo.

Por que contar com uma ferramenta para PDI?

Conforme explicamos, é fundamental que toda a estratégia seja documentada. Por essa razão, uma ferramenta de PDI auxiliará de forma significativa nesse processo. Confira algumas das vantagens de adotá-la!

Contribua para que as pessoas cresçam junto com a empresa

Por meio dos PDIs, você terá a possibilidade de orientar os profissionais as principais habilidades que desejam aprender, além de exemplificar aquelas que a empresa mais precisa. A partir da ferramenta, tem a oportunidade de criar PDIs com facilidade, estruturando planos de ação com uma fácil visualização tanto por parte da liderança quanto do liderado ou liderada.

Crie PDIs personalizados

Além disso, você vai criar PDIs personalizados com base nas necessidades do colaborador, da área e também da empresa. A partir desse plano elaborado, continuamente poderá revisitá-lo (nas reuniões one-on-ones, por exemplo), o que permite maior foco para alcançar os resultados pretendidos.

Ferramenta mobile

Por fim, a ferramenta é mobile. Afinal, o desenvolvimento de uma pessoa em busca de seus aprendizados não tem lugar e nem hora marcada. Nesse sentido, o profissional terá a oportunidade de visualizá-lo sempre que obter algum insight interessante, seja fazendo um novo curso, seja lendo algum dos artigos previstos.

Neste material, você pôde entender o que é o PDI, qual é o seu objetivo dentro de uma organização, além de conferir como é possível elaborá-lo de forma eficaz. Conforme abordado, é essencial que o PDI seja criado e acompanhado de forma contínua, uma vez que essa característica contribuirá para que lideranças e profissionais façam alterações de rota, bem como ofereçam feedbacks sobre a aplicação do plano.

Se você deseja entender um pouco mais sobre como uma ferramenta auxiliará nesse processo, entre em contato com a gente, converse com nossos profissionais e tire suas dúvidas!