fbpx

Entrevista de desligamento: o que é, importância e como fazer

Renan Araújo

entrevista-de-desligamento

Entrevista de desligamento é uma conversa sincera com o profissional ou a profissional que está deixando o time. Nela, as pessoas têm a oportunidade de oferecer um feedback sobre o que está ou não funcionando na cultura e demais processos da empresa —  e conduzidas normalmente pela gestão de Recursos Humanos. Trata-se de uma das etapas finais da jornada do colaborador em seu negócio, que vai servir para implementar ações e estratégias que contribuam para a retenção dos talentos.

Neste material, apresentamos um pouco mais sobre a importância da entrevista de desligamento, seus benefícios e como conduzir uma conversa como essa de forma eficaz. Continue a leitura e saiba mais!

Quais os benefícios da entrevista de desligamento para a empresa?

Por meio da entrevista de desligamento (utilizada por 91% das 500 empresas da Fortune), o profissional ou a profissional que estiver de saída do time tem a possibilidade de trazer a sua percepção em relação às políticas, práticas e processos do negócio. Nesse sentido, a gestão identifica conflitos, entende quais são os pontos que podem ser aperfeiçoados e o que leva aos colaboradores a buscarem outras oportunidades — principalmente em casos de turnover disfuncional.

Na condução da entrevista de desligamento, a profissional de RH pode solicitar ideias de ações que a pessoa enxerga como prioridade para a empresa. Ou seja, terá a visão clara de alguém que estava imerso na equipe, contribuindo para ações mais proativas em vez de reativas.

A seguir, conheça alguns dos benefícios dessa prática.

Redução de custos com turnover

Entre os impactos que o turnover, além da perda de capital humano, destacamos os custos envolvidos em todo esse processo, tanto no desligamento do colaborador quanto na contratação de novas pessoas para o time. Além disso, será necessário destinar treinamento para esse profissional que acaba de chegar, além de levar algum tempo até que ele alcance a sua produtividade máxima — impactando o trabalho da empresa como um todo.

Melhora a atração de candidatos

Ao colocar em prática algumas das ações propostas pelo profissional que pediu o desligamento, consequentemente vai trazer melhorias para aqueles que ficam. Sendo assim, vai melhorar a atração de candidatos, uma vez que os atuais colaboradores tendem a ser promotores da marca — inclusive, deixando suas percepções em canais específicos para isso, como o Glassdoor.

Contribui para que esse relacionamento termine de forma sadia

Muitas vezes, o desligamento pode trazer certos conflitos entre a empresa e o profissional, principalmente em casos de turnover involuntário. A entrevista, então, vai funcionar como uma ação efetiva para que essa pessoa possa se expressar e tentar amenizar conflitos e tensão existentes entre as partes.

Estimula a cultura de feedback

A cultura de feedback deve ser contínua. Ou seja, o espaço precisa ser aberto para que as pessoas tragam as suas percepções sobre os mais variados pontos, de acordo com a sua experiência. Porém, pode haver situações em que as pessoas não se sentem à vontade para falar sobre determinados aspectos. Na entrevista de desligamento, com o vínculo interrompido, há a oportunidade por parte da gestão de contar com uma resposta mais completa por parte dos profissionais.

Identifica pontos de melhoria

Por meio desses pontos mencionados, a equipe tem a oportunidade de implementar pontos de melhoria, promovendo o diálogo e oferecendo uma maior liberdade de fala para as pessoas do time.

Como conduzir uma entrevista de desligamento?

Agora que você já sabe sobre a importância e os benefícios de uma entrevista de desligamento, chegou o momento de apresentarmos dicas de como conduzir uma conversa como essa. Confira!

Escolha o canal mais adequado para a entrevista

O ideal é que a conversa seja feita de forma presencial ou por meio de um call. Assim, quando for fazer as perguntas planejadas, há a possibilidade de obter insights em cima daquele diálogo e formular outros questionamentos para aprimorar questões estratégicas no negócio.

Já em um formulário, as respostas serão voltadas especificamente para as perguntas feitas previamente, sem abrir o leque de oportunidades que um feedback como esse poderia trazer para a equipe.

Entenda qual é o momento ideal

Além do canal, também é preciso levar em conta o momento ideal para a equipe conduzir a entrevista de desligamento. Há a oportunidade de realizá-las antes de ele efetuar o desligamento ou depois, com prós e contras de cada uma delas.

Caso seja feita antes, por exemplo, as respostas não serão enviesadas, uma vez que ainda não começou as suas atividades em uma outra empresa. Além disso, as taxas de participação tendem a ser maiores. Caso seja feita depois, há mais transparência nas respostas, justamente por não haver mais vínculo. A pessoa, ainda, terá mais tempo para processar a sua saída, especialmente em casos de turnover involuntário.

Portanto, avalie quais são as prioridades de seu negócio e opte por aquela momento que melhor se encaixa em seus objetivos.

Planeje a entrevista formulando perguntas

Primeiro, é preciso levar em consideração que a entrevista deve ser conduzida de duas maneiras diferentes — aos profissionais que solicitaram o desligamento, as perguntas serão diferentes daquelas feitas aos profissionais que foram desligados.

Em ambos os casos, a conversa deve ser guiada com respeito, consideração pelo tempo de parceria e cuidado para conseguir absorver boas informações daquele contato. Além disso, o indicado é que o entrevistador assuma uma postura de ouvinte.

Entre as perguntas que podem ser feitas aos colaboradores, destacamos:

  • Qual era a imagem que você tinha da empresa antes de se tornar um colaborador?
  • Quais foram as informações que faltaram antes do processo de admissão para uma experiência mais positiva?
  • Por que você resolveu se desligar da empresa? (Para casos de turnover voluntário)
  • Durante o período de convivência com a sua equipe, quais foram os pontos positivos e os pontos negativos identificados?
  • O processo de comunicação era eficaz?
  • Você se identificava com os valores da empresa? Por que?
  • Como era o relacionamento com seus ex-colegas?
  • O clima organizacional era positivo?
  • Qual a sua opinião em relação ao desempenho de outros setores?
  • O que pode ser aperfeiçoado em sua equipe e na empresa como um todo?
  • Como você avalia o trabalho do RH?

Independentemente se o feedback for negativo ou positivo, o ideal é que a postura do entrevistador seja sempre de ouvinte. Caso contrário, ele não vai se sentir confortável em prosseguir com o feedback.

Neste conteúdo, você pôde entender o que é a entrevista de desligamento, qual é a importância de investir nessa estratégia, além de conferir dicas de como aplicar. Ao receber a percepção das pessoas em relação à empresa, o próximo passo deve ser voltado para trazer mudanças para o time e entender se essas estratégias impactaram a percepção de sua equipe e trouxeram resultados ao negócio. Assim, adquire diferencial competitivo, e consegue promover ações que contribuam para a retenção dos talentos.

O que achou deste material? Além da entrevista de desligamento, também é importante que a sua equipe entenda como é a percepção das pessoas que ainda estão no time. Para isso, a pesquisa de clima organizacional é a estratégia mais indicada. Se deseja saber um pouco mais sobre o assunto, continue no blog e boa leitura!