fbpx

Como a jornada flexível pode beneficiar a sua empresa?

Renan Araújo

flexibilidade-no-trabalho

A pandemia da covid-19 e a necessidade da migração de modelos de trabalho tradicionais para o home office por parte de muitas empresas, mostrou que a jornada flexível pode ser um caminho a ser seguido pelas organizações.

Nesse modelo, o colaborador, em comum acordo com a empresa, não precisa cumprir horários fixos de entrada e saída ― o chamado horário comercial ― sendo possível que ele adapte o seu horário de trabalho.

Além de ser positivo para o funcionário, essa possibilidade também traz benefícios consideráveis para a empresa, inserida em um mercado cada vez mais competitivo e que demanda das organizações uma relação de confiança e flexibilidade com o empregado.

Para ajudar a sua empresa a entender melhor esse formato, o Tangerino – controle de ponto digital traz neste artigo o que diz a lei sobre a jornada flexível, seus principais benefícios e também como fazer o controle de ponto nesse contexto.

O que é a jornada flexível e o que diz a lei sobre esse modelo

A jornada flexível é um modelo de gestão de tempo, acordado entre a empresa e o colaborador, que permite ao funcionário iniciar e finalizar sua jornada de trabalho em horários não “convencionais”.

Ela não significa a redução do número de horas trabalhadas por dia, mas a liberdade de chegar e sair em horários não considerados comerciais. Ou iniciar e finalizar seu dia, no caso de funcionários que estejam atuando no modelo remoto.

Como exemplo, os horários mais comuns de entrada e saída, também chamados de horário comercial, são: 8h às 17h e 9h às 18h. No caso da jornada flexível de trabalho, o funcionário pode, por exemplo, iniciar sua jornada às 11h e finalizar às 20h. Lembrando que é obrigatório o intervalo para almoço que, nesse caso, é de 1h. 

De maneira geral, não existe nenhuma lei ou especificação na Consolidação das Leis Trabalhistas – CLT que trata das regras para a jornada flexível.

Sobre o tema, há o Artigo 58 da CLT que diz que “a duração normal do trabalho, para os empregados em qualquer atividade privada, não excederá de 8 (oito) horas diárias, desde que não seja fixado expressamente outro limite.” Além disso, o tempo trabalhado durante a semana deve ser de, no máximo, 44h. 

Já no Artigo 59, a legislação trabalhista define que as jornadas de trabalho podem ter acréscimo de até duas horas extras, por dia, sendo que, em termos financeiros, essas valem ao menos 50% a mais do que as horas normais.

Considerando essas regras, entende-se que, ao se falar em jornada flexível, o colaborador é autorizado a praticá-la, desde que seja feito um acordo individual com a empresa, convenção coletiva ou acordo coletivo de trabalho, para que as regras fiquem bem definidas.

Principais benefícios da jornada flexível

Antes do início da pandemia, o estudo Re:Trabalho, realizado no final de 2019 pela Tera e a Scoop&Co, com apoio de Época Negócios, mostrou que os brasileiros já enxergavam na flexibilidade uma questão importante. Dos entrevistados, 90% afirmaram que querem determinar seus próprios horários.

Outro levantamento, realizado no final de 2020, já no contexto da pandemia, mostra que a opção de trabalhar de casa ou em outro lugar, sem necessariamente estar preso ao ambiente físico da empresa, é avaliado positivamente por muitos profissionais.

A pesquisa Workforce of the Future, da Cisco, mostrou que a rápida implementação de tecnologias inovadoras para se conectar no trabalho (83%), a oportunidade de gerenciar a saúde mental e bem-estar (81%), além da possibilidade de colaborar com um time, mesmo não estando na mesma sala (81%), são os principais benefícios ao se trabalhar com essa flexibilidade no modelo de trabalho e até de horário. 

Com esses levantamentos, percebe-se que os funcionários estão cada vez mais adeptos à flexibilidade. Isso impacta diretamente nos resultados da empresa. Veja os principais benefícios da jornada flexível para os colaboradores:

Melhora a qualidade de vida

Poder trabalhar no seu horário mais interessante e produtivo é um benefício importante nos dias de hoje. Além disso, a jornada flexível contribui, inclusive, para questões como a redução do tempo no trânsito.

São fatores que interferem, diretamente, na qualidade de vida do funcionário e até mesmo na saúde mental no trabalho.

Contribui para melhoria do clima organizacional

Esse acaba sendo um benefício para a empresa e funcionários. Quanto mais flexível a organização, maior a chance do grupo sentir-se feliz e da empresa obter bons resultados com isso.

O clima organizacional mostra muito da cultura de uma empresa e como seus colaboradores gostam de estar ali e de se relacionarem uns com os outros.

Permite aos funcionários conciliar tarefas pessoais e profissionais

Esse, sem dúvidas, é um dos benefícios principais da jornada flexível. Muitas tarefas pessoais, por exemplo, relacionadas a questões bancárias, reuniões escolares dos filhos e até mesmo fazer determinados tipos de compras, só podem ser resolvidas no horário comercial.

Com a possibilidade de ter um horário flexível, o funcionário tem condições de realizar e cumprir suas tarefas pessoais e também as profissionais, sem comprometer uma ou outra. Isso também acaba afetando diretamente na qualidade de vida e na autonomia do colaborador, que se sente no controle da sua rotina.

 Agora vejamos as vantagens para as empresas:

Reduz as taxas de atraso e absenteísmo e aumenta a produtividade

Com a liberdade do funcionário e em acordo com a empresa, fazendo o seu horário, fatores que representam atritos como: excesso de atrasos, falta de pontualidade e absenteísmo acabam sendo reduzidos.

Um exemplo é aquele funcionário que apresenta dificuldade em iniciar uma jornada às 8h e não consegue ser produtivo tão cedo, no início do dia. Permitindo que ele comece algumas horas depois, seu nível de produtividade tende a aumentar.

Além disso, acordando um horário que considera ser o melhor, junto à empresa, não há motivos para atrasos e faltas.

Favorece a atração e retenção de talentos

Empresas flexíveis tendem a obter sucesso na atração e retenção de talentos. Essa possibilidade ofertada aos funcionários mostra que a empresa está aberta a fazer acordos que atendam ambas as partes.

Com isso, a empresa possui maior chance de atrair e reter profissionais que se destacam no mercado e consideram a jornada flexível como algo importante na busca por uma oportunidade de trabalho.

O controle de ponto durante a jornada flexível

Mesmo com a possibilidade de oferecer a jornada flexível, é fundamental que a empresa se planeje para realizar o controle de ponto, que deve ser considerado um importante processo de gestão.

Isso porque, mesmo flexibilizando os horários dos funcionários, é importante que as organizações contem com ferramentas e métodos para gerir as horas trabalhadas, considerando horas extras, banco de horas, faltas e atrasos.

Para isso, diversas tecnologias disponíveis atualmente no mercado possibilitam que a marcação do ponto seja feita, por meio de aplicativos e outros meios. 

Com ele, o funcionário tem a possibilidade de registrar o ponto por meio do seu smartphone ou tablet, não sendo necessário, inclusive, estar presente fisicamente na empresa, facilidade que tem atendido organizações, que precisam realizar a gestão remota de pessoas durante o isolamento.

A gestão da jornada, realizada por meio de um software de controle de ponto, oferece às organizações segurança, precisão, dados em tempo real, além de relatórios que podem ser usados para avaliar a produtividade dos colaboradores.

Assim, além de contarem com uma ferramenta que oferece informações estratégicas, as empresas conseguem monitorar todos os funcionários que estão atuando com a jornada flexível, a fim de observar se estão cumprindo seu contrato ou tendo dificuldades em cumprir suas tarefas.

Empresas que oferecem a jornada flexível conseguem gerar benefícios para si mesmas e para seus colaboradores. Com isso, investem no aumento da produtividade e também na qualidade de vida dos envolvidos, além da criação de um clima de confiança e colaboratividade.

Gostou do conteúdo? Assine nossa newsletter e confira outros materiais sobre gestão de desempenho!