Qulture.Rocks se junta ao UOL EdTech. Saiba mais

Conheça os principais tipos de LMS

Qulture.Rocks

Tipos de LMS - Homem observando a tela de um notebook

Conforme sabemos, Learning Management System (LMS) é um sistema de gestão de aprendizagem, que contribui para que as capacitações de uma empresa sejam direcionadas conforme a necessidade das pessoas colaboradoras e dos times como um todo. Existem diferentes tipos de LMS que podem turbinar a estratégia de capacitação de seu negócio.

Neste material, a gente apresenta quais são eles. Confira!

Navegue pelo conteúdo:

  1. LMS Web
  2. LMS instalado
  3. LMS hospedado
  4. LMS SaaS ou em Nuvem
  5. LMS com código aberto
  6. LMS com código fechado

Faça o download deste post inserindo seu e-mail abaixo

Não se preocupe, não fazemos spam.

1. LMS Web

Existem plataformas de LMS que permitem às pessoas colaboradoras executarem seus treinamentos de forma totalmente remota e/ou online. Para isso, não existe a necessidade de fazer o download de nenhum programa, uma vez que é preciso apenas ter acesso à internet. Um modelo parecido com o SaaS (Software as a Service), uma vez que você vai contar com o acesso à ferramenta mediante a contratação, sem haver a necessidade de montar uma estrutura interna para isso.

Nas plataformas de LMS, os conteúdos são hospedados e podem ser gerenciados pelo time de Recursos Humanos de acordo com as suas demandas.

2. LMS instalado

Como o próprio nome já diz, o sistema LMS será instalado no próprio servidor da empresa. Nesse sentido, é preciso contar com uma estrutura para mais efetividade da ferramenta, ter espaço armazenado disponível, além de contar com o apoio das pessoas colaboradoras para a instalação em seus próprios celulares, caso isso seja necessário.

O LMS instalado vai custar à empresa uma maior atenção no que diz respeito ao processo de manutenção. Por essa razão, é interessante ter internamente pessoas capacitadas para qualquer tipo de suporte que seja necessário.

3. LMS hospedado

No caso do LMS hospedado, a ferramenta será instalada em determinado domínio, como o próprio nome já sugere. Sendo assim, a empresa tem total controle em relação às funcionalidades da solução.

Banner Ebook Talent Science

Da mesma forma do LMS instalado, esse caso vai exigir que a empresa tenha outros tipos de cuidado com a estratégia. Não basta apenas identificar as necessidades do negócio e realizar a hospedagem dos cursos, é preciso ter atenção quanto à segurança das informações contidas naquela ferramenta bem como vai exigir maior manutenção.

Você também pode gostar destes conteúdos:
👉 Treinamento e Desenvolvimento: saiba tudo sobre o tema!
👉 Lifelong learning: entenda por que adotar o aprendizado contínuo em sua empresa
👉 Aprendizagem adaptativa: entenda a importância para as empresas

4. LMS SaaS ou em Nuvem

Bem parecido com o LMS web. Porém, nesse caso, conta com um diferencial: o fornecedor também será responsável por promover a segurança das informações de sua empresa, além de ter atenção quanto às atualizações do servidor. Trata-se de um dos tipos de LMS mais indicados, uma vez que empresas especializadas nesse segmento estão sempre em busca de fornecer melhorias para seus clientes, além de contar com uma equipe responsável para qualquer tipo de suporte que a empresa precise.

Além disso, há fornecedores que também já contam com trilhas de conteúdos e conhecimentos, bem como oferecem a possibilidade de os próprios clientes fornecerem insumos para novos materiais.

5. LMS com código aberto

No caso do LMS de código aberto, o usuário tem a oportunidade de fazer alterações na ferramenta de acordo com as suas necessidades. No entanto, essas alterações exigem conhecimentos técnicos, o que é preciso contar com profissionais de tecnologia para promover qualquer tipo de mudança quando necessário.

6. LMS com código fechado

O próprio nome já sugere: a contratação do LMS será pronta para uso, sem necessidade de fazer alterações técnicas. Ainda há possibilidade de personalização, mas com menos funcionalidades que o tópico anterior.

Além dos tipos de LMS apresentados, é importante que as empresas estejam atentas ainda ao LXP. Como vimos, o LMS proporciona muitos ganhos para a educação corporativa. Porém, no caso do LXP, há a possibilidade de personalizar os cursos de forma mais efetiva e garante ao usuário múltiplas possibilidades de interação. O seu foco será em proporcionar uma excelente experiência à pessoa colaboradora, levando em consideração as expectativas de quem vai usufruir do sistema.

Se você deseja saber um pouco mais sobre o produto, acesse nossa landing page e confira os diferenciais do LXP do Uol Edtech.