fbpx

Entenda a influência do RH na performance de equipes internas

Renan Araújo

performance

O desenvolvimento de equipes de alta performance é um dos principais desafios das empresas que focam em resultados. A própria área de RH, que é co-responsável por esse desenvolvimento, tem se reinventado e direcionado seus esforços ao alcance de metas relacionadas aos objetivos gerais das empresas. 

E para alcançar essas metas e influenciar positivamente na performance dos times, é necessário que o setor de Recursos Humanos trabalhe lado a lado com os responsáveis por cada frente de trabalho. Alinhando demandas, desenvolvendo individualmente cada colaborador e o time como um todo.

E como ele faz isso e qual a sua importância? Vamos descobrir neste artigo!

O papel do RH internamente

A partir da revolução 4.0, o papel do RH mudou muito. Hoje esse setor não é responsável apenas pela gestão de pessoas, mas sim pela manutenção do clima organizacional, acompanhamento do desenvolvimento individual de cada colaborador, departamento pessoal, cumprimento de suas próprias metas e muito mais!

Isso tudo, visando auxiliar na motivação de cada um. O RH entende que colaboradores motivados e que conseguem enxergar para onde estão indo dentro de uma empresa, estão muito mais propensos a desenvolver seus trabalhos com excelência e agilidade.

E para efetivar as estratégias do departamento, ele utiliza indicadores de performance e  ferramentas de gestão. São eles: 

KPI’s – Key Performance Indicator

Os KPI’s (Principais Indicadores de Performance) podem ser utilizados em todos os setores de uma empresa. Eles mudam de acordo com a área e com os objetivos gerais. O RH não deixa de ter os seus.

É a partir dos KPI’s que o setor pode começar a se planejar para alcançar e desenvolver atividades para alcançar as suas próprias metas. Alguns KPI’s muito utilizados no setor de Recursos Humanos são:

  • Absenteísmo: número de faltas justificadas ou abonadas de cada colaborador;
  • Turnover: índice que mostra a rotatividade de colaboradores em um período de tempo;
  • Retenção: taxa que mostra a média em que um talento permanece ou não dentro da empresa;
  •  ROI de treinamentos internos: taxa de retorno financeiro a partir de treinamentos internos feitos na empresa;
  • eNPS (Employee Net Promoter Score): o eNPS avalia como está o nível de satisfação interna com a empresa e indica quantos promotores e detratores da marca você tem internamente;
  • Clima organizacional: pesquisa que evidencia como está o clima e ambiente de trabalho, juntamente da satisfação dos colaboradores de estarem ali.  

Existem inúmeros indicadores que o setor pode determinar como os principais a serem desenvolvidos. E todos precisam conversar com as atividades executadas dentro do time. 

Além desses, existem outras ferramentas que o RH utiliza para auxiliar na performance das equipes internas. 

Atividades do RH que auxiliam na performance das equipes internas

Recrutamento e seleção

Um processo seletivo bem pensado e executado, é uma ótima forma de encontrar os candidatos mais alinhados com o propósito e valores da organização e consequentemente para o time.

Por meio do processo seletivo, o RH consegue entender quais candidatos estão mais propensos a permanecer mais tempo na organização, quais podem desenvolver atividades que se encaixam com o perfil da vaga, quais tem mais fit com o perfil do time, e por aí vai.

Plano de desenvolvimento individual

O plano de desenvolvimento individual (PDI) é uma ferramenta utilizada não somente pelo RH, mas por toda a empresa. O seu objetivo é auxiliar os colaboradores a se desenvolverem no âmbito profissional e pessoal. 

Ele é um compromisso que o colaborador faz consigo mesmo, para desenvolver habilidades que são de seu interesse, e também do interesse da equipe. E se o PDI de cada um estiver alinhado com os objetivos gerais do time, melhor ainda, mais chances de ter uma performance melhor ao longo da jornada de trabalho.

Cargos e salários

O plano de cargos e salários é uma das coisas que mais impactam a motivação dos colaboradores. Isso porque é uma das formas deles conseguirem visualizar para onde estão caminhando profissionalmente e até onde podem chegar em cada cargo.

Ele também é uma ferramenta que pode auxiliar na execução do PDI de cada um. Com um plano de cargos e salários os colaboradores conseguem visualizar as habilidades técnicas necessárias para subir o degrau do seu nível profissional.

Talks e treinamentos

Os talks e treinamentos internos são ótimos para melhorar habilidades técnicas de cada colaborador, e até mesmo integrar melhor os times. Em empresas que estão em home office, por exemplo, trazer um assunto que comova os funcionários, pode ser muito bom para fazê-los conversarem e encontrarem coisas em comum entre si.  

Gerenciamento de performance

O gerenciamento de performance pode ser feito de inúmeras maneiras, e não somente pelo setor de RH. O papel do RH nesse caso é auxiliar os líderes de cada time e também a acompanhar alguns dados.

Pela plataforma da Pontomais os gestores com acesso conseguem emitir mais de 20 relatórios que podem trazer insights sobre o desempenho das equipes. 

Relatórios que auxiliam o desempenho das equipes internas

  • Relatório de Absenteísmo

Como já citado, o KPI de absenteísmo pode ser um indicador que influencia na performance da empresa de forma geral.  Ele indica quanto tempo os colaboradores passaram fora do trabalho por motivos justificados ou abonados. 

  • Horas Extras

A partir do relatório de horas extras, o gestor consegue perceber qual funcionário está sobrecarregado ou que ainda não conseguiu organizar suas demandas para caberem nos afazeres do dia a dia. 

As horas extras, a longo prazo, quando feitas com muita recorrência podem atrapalhar o desempenho individual de cada colaborador e também deixá-lo desmotivado.  

  • Atrasos

A Pontomais também permite a visão dos atrasos dos colaboradores. Os atrasos podem significar várias coisas, que o colaborador não se adaptou ao horário da empresa, ou que talvez o horário não converse com a realidade de cada um. 

Ele também pode ser um indicador de motivação, por mais que 20 minutos de atraso por dia não façam tanta diferença, ao final do mês percebe-se que foram muitas horas de trabalho não aproveitadas. 

  • Ocorrências

A Pontomais sempre notifica os gestores quando acontece alguma ocorrência no ponto do colaborador, como por exemplo, um ponto batido fora da localização da empresa… E essas ocorrências posteriormente ficam salvas no sistema.

O gestor pode emitir um relatório com todas as ocorrências e analisar, tirar insights sobre a jornada do colaborador, e pensar em formas de ajudar e melhorar o desempenho de cada um. 

Dessa forma, existem inúmeras maneiras que o RH pode auxiliar a performance de equipes internas, e fica ainda mais fácil se há ferramentas como a Pontomais para ajudar.