Qulture.Rocks se junta ao UOL EdTech. Saiba mais

Liderança inclusiva: saiba mais sobre esse assunto!

Qulture.Rocks

Liderança inclusiva - Três mulheres conversando durante uma reunião de trabalho

Com as grandes transformações sociais nas últimas décadas, a gestão de pessoas também tem acompanhado as mudanças da sociedade e se transformado. 

Dentre as principais mudanças no modelo de gestão das empresas, uma das características que têm ganhado maior destaque é a liderança inclusiva. Essa habilidade de pessoas líderes reúne vários benefícios, tanto para a equipe, quanto para a empresa como um todo. 

De acordo com um estudo realizado pela Harvard Business Review, times com lideranças inclusivas têm chances maiores de 17% em reportar uma alta performance, 20% em tomar decisões de qualidade e 29% de relatar comportamento mais colaborativo entre as pessoas da equipe. Além disso, a mesma pesquisa mostra que as percepções de inclusão em uma empresa podem aumentar a frequência dos colaboradores e colaboradoras em quase um dia por ano, o que pode impactar positivamente nos índices de absenteísmo na empresa.

Mas afinal, o que é ser uma liderança inclusiva, quais são as principais características dessa soft skill e como ela pode gerar benefícios como o aumento da retenção de pessoas? Explicaremos com mais detalhes neste conteúdo. Continue a leitura!

Navegue pelo conteúdo:

Faça o download deste post inserindo seu e-mail abaixo

Não se preocupe, não fazemos spam.

O que é liderança inclusiva?

Por definição, a liderança inclusiva é um modelo de gestão onde líderes conseguem gerenciar uma equipe heterogênea com eficiência, respeitando as singularidades de cada pessoa, de forma empática e livre de preconceitos. 

Nela, a principal prioridade é que todas as pessoas lideradas sejam tratadas com equidade e se sintam seguras e pertencentes ao ambiente de trabalho, independente de sua etnia, orientação sexual, gênero, religião ou quaisquer outras condições. 

Assim, um líder inclusivo se preocupa em ouvir, respeitar e dar autonomia, estabelecendo assim uma relação de confiança e colaboração mútua.

Quais são as principais características de uma liderança inclusiva?

Abaixo, falaremos sobre os princípios básicos que toda liderança inclusiva deve ter. Saiba mais:

Escuta ativa

Para que as pessoas lideradas consigam crescer em um ambiente de trabalho inclusivo, é essencial que as lideranças escutem as demandas de todas as pessoas da equipe. Essa é uma característica importante, pois faz com que o líder esteja realmente presente na rotina da equipe e entenda quais aspectos podem ser desenvolvidos. 

As reuniões de one-on-one costumam ser o fórum principal de líderes inclusivos que desenvolvem essa prática. Nelas, o profissional pode ser ouvido a nível pessoal e pode levar demandas para que o líder consiga ajudá-lo de forma efetiva.

Banner Ebook Talent Science

Compromisso com a diversidade e inclusão

Um líder inclusivo, que ajuda a sua equipe a se desenvolver e a alcançar seus objetivos, entende o papel da promoção da diversidade e inclusão dentro do time. Para isso, ele busca entender quais são as particularidades e vivências de cada pessoa colaboradora, quais valores devem ser reforçados por todas as pessoas da equipe e quais recursos devem ser oferecidos para o bem-estar e inclusão de cada pessoa.

A liderança inclusiva desenvolve, junto ao time de RH, ações necessárias para proporcionar uma melhor experiência para a equipe, em aspectos que vão desde o respeito ao nome social até mesmo a adaptação dos espaços físicos para pessoas com deficiências.

Colaboração

A colaboração em um liderança inclusiva vem desde o apoio nas demandas rotineiras até no auxílio dos passos a serem tomados para uma transição de carreira. Em qualquer contexto, é essencial que esse perfil de líder esteja ao lado da equipe e também incentive a colaboração entre os pares, estimulando o diálogo, a empatia e o bem-estar.

Como a liderança inclusiva ajuda na redução do turnover?

Atualmente, o índice de turnover têm ganhado mais atenção por parte do RH, justamente pelos diversos prejuízos que o aumento desse número pode representar nas empresas, como o gasto financeiro para novas contratações, questões burocráticas no desligamento de uma pessoa colaboradora e até mesmo o tempo dedicado pela equipe em realizar novos treinamentos de integração.

As lideranças podem influenciar diretamente o aumento da rotatividade de pessoas colaboradoras, como mostra o levantamento feito pela consultoria Michael Page — 8 em cada 10 funcionários pedem desligamento em decorrência do relacionamento com as lideranças. 

Assim, existe a necessidade de se traçar estratégias para evitar que o clima organizacional da empresa se comprometa e que o ambiente de trabalho não seja hostil, excludente e prejudicial para as pessoas. 

Abaixo, separamos algumas dicas de como usar a liderança inclusiva na redução do turnover:

Ofereça e peça feedbacks constantemente

O feedback é o processo onde uma pessoa contribui para que a outra consiga se desenvolver melhor, a partir de suas próprias percepções. Em uma liderança inclusiva, a prática de feedbacks faz com que a pessoa liderada foque em desenvolver seus pontos de melhoria e tenha um acompanhamento direto da gestão em todo o processo. Além disso, é importante destacar o papel dos feedbacks positivos na motivação e também na retenção do profissional.

Entenda a cultura organizacional

Lideranças inclusivas que acompanham constantemente o clima organizacional da empresa conseguem criar ações práticas que estimulam o senso de pertencimento, motivação e engajamento das pessoas colaboradoras. E como resultado, o índice de turnover também diminui.


Neste conteúdo, você aprendeu o que é a liderança inclusiva, quais impactos ela tem em uma empresa, quais são as principais características de um líder inclusivo e qual a relação dessa soft skill com a diminuição do turnover. É importante destacar que o RH deve sempre estar ao lado das lideranças e colaborar com iniciativas que ajudam a fortalecer o clima organizacional da empresa.

Ao longo deste conteúdo, falamos sobre sobre o turnover e seu impacto nas organizações. Caso você queira se aprofundar mais no assunto para acompanhar melhor esse índice, continue em nosso blog!