fbpx

Senso de pertencimento: entenda a importância para o seu negócio

Renan Araújo

senso-de-pertencimento

O senso de pertencimento nas empresas ocorre quando os colaboradores passam a “vestir a camisa” da organização. Trata-se do resultado contínuo do reconhecimento e da valorização que o negócio oferece aos profissionais — consequentemente, há um aumento de engajamento e motivação, tão importantes para a redução do turnover e para melhores resultados das equipes.

De acordo com um estudo conduzido pela Gallup, apenas 13% dos profissionais em todo o mundo são considerados engajados, o que é um problema, principalmente para as entregas. Por essa razão, é preciso estabelecer estratégias que contribuam nesse sentido, promovendo maior bem-estar e qualidade de vida no trabalho.

Neste material, explicamos um pouco mais sobre o tema, além de apresentar dicas sobre como melhorar o senso de pertencimento. Continue a leitura e saiba mais!

Qual a importância do senso de pertencimento nas empresas?

Primeiro, vamos entender sobre a importância do senso de pertencimento nas empresas. Fred Kofman se divide entre a academia e o mundo corporativo. Professor da Universidade de Notre Dame, nos EUA, além de ter em seu currículo a vice-presidência de desenvolvimento do Google e do LinkedIn, o autor aborda bastante sobre o tema em seu livro “Liderança & Propósito: O Novo Líder e o Real Significado do Sucesso.

Profissionais comprometidos e descomprometidos

No livro, o autor traz alguns dados importantes levantados pela Gallup. Desde o ano de 2000, de acordo com os números, a porcentagem de pessoas ativamente comprometidas com o trabalho – isto é, aquelas que trazem ideias inovadoras, geram a maior parte dos clientes da empresa e contam com mais energia empreendedora —  contam com menos de 30%. Já as descomprometidas giram em torno de 50%.

Profissionais ativamente descomprometidos

No entanto, existe uma porcentagem que merece mais atenção para as organizações, justamente por comprometer o desenvolvimento da empresa: os ativamente descomprometidos, cuja proporção é de 20%. Essas pessoas são mais hostis e sabotam as organizações —  de forma consciente ou inconsciente.

Profissionais comprometidos: melhores resultados

Devemos levar em consideração, ainda, o fato de que profissionais que estão na escala superior do comprometimento contam com índice de cliente 10% maiores. Além disso, quando levamos em consideração a produtividade e a lucratividade, temos 22% e 21% de alta. Quanto à rotatividade, representam menos de 25% em toda a organização, além de representar um menor absenteísmo.

Além disso, de acordo com uma pesquisa realizada pela BetterUp, o sentimento de pertencimento é primordial para o bem-estar dos colaboradores. Segundo o levantamento, há melhorias no desempenho dos profissionais, o que ocasiona em 52 milhões de dólares por ano para cada dez mil funcionários.

Pessoas com um alto pertencimento pela empresa ainda:

  • faltam até 75% menos vezes por doença do que aqueles que não se encaixam na organização;
  • taxa de rotatividade até 50% maior;
  • têm 56% melhor desempenho;
  • contam com 18 vezes mais chances de serem promovidos logo nos primeiros 6 meses.

Como melhorar o senso de pertencimento na empresa?

Agora que você já entende, por meio de números, a importância do senso de pertencimento em uma empresa, chegou o momento de verificarmos estratégias práticas que podem ser adotadas pela sua equipe. Acompanhe a leitura e saiba mais!

Estimule as lideranças

Na mesma obra de Kofman, o autor explica que os principais responsáveis para virar a chave do pertencimento são os líderes. Pessoas que estejam em cargos de gestão e que conseguem articular os valores da empresa, consequentemente, contribuem para estimular os demais a fazerem o mesmo.

Para isso, o ideal é que eles estejam próximos de seus liderados e lideradas. Uma boa prática que contribui nesse sentido são as reuniões de one-on-one. Trata-se de encontros periódicos que possibilitam um melhor fluxo de informações de baixo para cima. Ou seja, lideranças têm a possibilidade de identificar desafios e gargalos de seus liderados e lideradas, traçando estratégias pró-ativas para solucionar essas questões.

Além disso, as reuniões de one-on-one trazem para o colaborador a sensação de que alguém se importa com ele no nível pessoal, bem como acompanha o desenvolvimento de sua carreira —  ou seja, é ouvido no ambiente profissional, pontos essenciais para o senso de pertencimento.

Tenha uma cultura organizacional sólida

Cultura organizacional é a forma com que as pessoas se comportam em uma empresa, em função de seus valores (pessoais e coletivos), rituais, incentivos, artefatos, exemplos e histórias. Ela se forma a partir dos valores de pessoas altamente influentes dentro do grupo, como o fundador ou um pequeno grupo de pessoas que estejam no círculo de influências.

Contar com uma cultura sólida contribui para que essas questões sejam vivenciadas no dia a dia, além de trazer a possibilidade de buscar por pessoas que se encaixam nos valores da empresa.

De acordo com dados levantados pela Entrepeneur Media, uma cultura organizacional de baixo padrão pode resultar em recrutamento e retenção desqualificados. Sendo assim, ao investir nesse tema, vai haver uma redução de turnover voluntário em 54%, além de ter 50% maior probabilidade de exceder expectativas profissionais.

Implemente a cultura do feedback

Profissionais com senso de pertencimento são aqueles que se desenvolvem continuamente, seja por meio da percepção de suas lideranças, seja por meio da percepção de seus colegas. Por essa razão, o ideal é que a organização implemente a cultura de feedback, que é justamente o processo no qual uma pessoa contribui para que a outra possa melhorar seu desempenho a partir de suas próprias percepções.

A empresa que implementa essa cultura conta com impactos significativos em seus resultados, uma vez que, quanto mais feedbacks, menos as pessoas vão desviar da rota planejada (a estratégia da empresa). Consequentemente, ela entenderá como as suas funções contribuem para os resultados macro da empresa.

Adote OKRs

Conforme abordamos, é importante que cada profissional entenda como as suas funções contribuem para os objetivos globais da empresa. Isso será ainda mais percebido a partir da prática de OKRs. Trata-se de um sistema de metas coletivas e individuais que convergem para a busca de metas globais da organização.

Metodologia conhecida mundialmente por ser utilizada pelo Google (que dispensa apresentações), é facilmente adaptável. Para se ter uma ideia, a empresa a implementou no início de suas atividades, quando ainda contava com apenas 40 colaboradores — e estão em uso até os dias de hoje.

Incentive os elogios

Elogios devem ser uma prática vivenciada pela empresa como um todo. Ao trazer uma percepção positiva sobre o trabalho de outras pessoas, essa prática é estimulada, o que contribui para melhorias do clima da empresa como um todo.

Faça pesquisas em sua empresa

Como as pessoas de sua empresa estão se sentido? Esse entendimento só será possível a partir de pesquisas, em especial a de clima. Clima organizacional é a percepção de colaboradores e colaboradoras da empresa em relação a processos, políticas e práticas da empresa. Ao ter esse conhecimento, a equipe tem a oportunidade de traçar estratégias com base nos diagnósticos, trazendo melhorias para a gestão como um todo.

No entanto, faça outros tipos de pesquisas na empresa que contribuam para uma estratégia mais bem desenhada. Entenda: muitas vezes, o senso de pertencimento pode estar baixo devido ao pouco investimento em diversidade e inclusão por parte do negócio. Novamente, esse diagnóstico poderá ser percebido por meio de uma ferramenta, que possibilitará ações específicas nesse sentido.

Crie momentos de descontração

A empresa não pode ser um local voltado apenas para o trabalho. Momentos de pertencimento são fundamentais para que as pessoas se sintam parte da equipe, estejam mais engajadas e produtivas.

Por essa razão, mesmo que de forma remota, promova happy hours e estimule os times a realizarem encontros fora do espaço do trabalho para as mais distintas discussões e debates — reunir para comentar sobre estilos musicais, por exemplo.

Neste conteúdo, você pôde entender o que é o senso de pertencimento, qual é a importância que ele tem para a empresa, além de conferir algumas dicas práticas sobre o tema. Conforme observamos, para adquirir esse sentimento, é necessário que as equipes tenham em mente um conjunto de ações que estimulem uma maior participação de todas as pessoas do time, contribuindo também para trazerem ideias inovadoras e buscarem continuamente por um melhor desenvolvimento em suas carreiras.

Ao longo do material, mencionamos sobre o absenteísmo. Se você deseja saber o que é, como reduzir e a importância de diminuir essa taxa, continue no blog e acompanhe nosso outro material!