fbpx

Lideranças que inspiram: conheça Priscilla Barella

Renan Araújo

Em 8 de março, é comemorado mundialmente o Dia Internacional da Mulher. Pensando nisso, a Qulture elaborou uma série de conteúdos que homenageiam líderes que se destacaram e se destacam no mercado, ressaltando sobre as suas trajetórias e conquistas. Neste material, conheça um pouco mais sobre Priscilla Barella.

Para entender como Priscilla chegou ao mundo de design, precisamos retornar ao seu Ensino Médio. Com muito interesse pela fotografia, decidiu entrar no curso de Artes Visuais em uma Universidade na África do Sul, onde morava naquela época – foi aí que começou o interesse por Design Gráfico.

No retorno ao Brasil, fez algumas matérias de Arquitetura de Informação e Interação computador/humano, seu primeiro contato com UX/UI. Ao longo de suas experiências, identificou sua paixão pelo design do produto, time que lidera na Qulture.Rocks.

Qulture.Rocks

Por buscar outras oportunidades e desafios na carreira, além de desejar fazer a diferença na empresa onde trabalha, Priscilla retornou uma conversa com Francisco H. de Mello, CEO da Qulture.Rocks. Naquele período, a empresa não contava com um time de design de produto focado especificamente nas particularidades que a área exige – eram os próprios desenvolvedores que cuidavam desse segmento. Nesse sentido, a figura de Priscilla agregaria para o setor e atenderia a uma dor da equipe como um todo.

Porém, havia alguns pontos de atenção nessa parceria: ela morava no Rio e a empresa era em São Paulo. Estranho de se imaginar nos dias de hoje, mas até pouco tempo atrás o trabalho remoto ainda era uma realidade distante das empresas, nas quais a maioria expressiva das pessoas trabalhavam presencialmente. Não havia o interesse de sua parte de deslocar até a sede da empresa por já ter uma vida sólida, ser mãe e ter outras bases onde morava. Porém, ambos os lados acreditaram que seria interessante arriscar!

“Eu topei esse desafio porque sempre amei o produto da Qulture.Rocks. Era algo que brilhava os meus olhos e eu me sentiria bem trabalhando nisso”, afirma.

Liderança

E eles estavam certos de que a parceria renderia bons frutos: alguns meses de trabalho depois, Priscilla se tornou líder do time.

Para assumir a liderança dessa posição, a profissional encontrou dois desafios iniciais: “a partir daquele momento eu seria responsável pelo trabalho de outras pessoas. Independentemente de eu não ter relação direta com o projeto, seria de minha responsabilidade. O desafio foi entender como oferecer autonomia às pessoas, mas que o trabalho fosse de qualidade”, destaca.

Além disso, outro desafio foi encontrar o estilo de liderança. “Como eu era uma nova líder, liderados e lideradas sabiam que eu ainda precisava desenvolver algumas competências”, afirmou.

Maternidade, mercado de trabalho e liderança – os aprendizados

Ao assumir a liderança do time e conciliar com a maternidade, Priscilla destaca alguns aprendizados. O primeiro deles foi o fato de entender que não dá para priorizar todos os segmentos do dia a dia ao mesmo tempo: “precisei entender que é preciso ter equilíbrio. Em alguns momentos eu preciso me priorizar, em outros, preciso priorizar o trabalho”, afirma. 

E completa: “eu não tenho uma resposta se é assim o certo, mas é o modo como tem funcionado comigo”.

Pri ainda afirma: “é normal as mulheres se cobrarem muito. Tanto pela casa, quanto pelo trabalho e demais obrigações. Porém, muitas vezes, a maior pressão vem dela mesma. O que eu aprendi: eu me sentia mal por colocar a Juju (filha) no colo durante algumas reuniões. Chorava, pedia desculpas, tinha estresse e ansiedade. Foi muito bacana um retorno que recebi: ‘não peça desculpas, porque a Juju faz parte da sua vida – ou seja, também faz parte da nossa vida”’.

Nesse sentido, um outro aprendizado importante adquirido foi o de alinhamento (trazer o time para próximo de si): “muitas vezes temos uma entrave tão grande com a gente que esquecemos que as demais pessoas do time também são humanas”, afirma. Autocuidado e auto empatia foram as palavras que finalizaram o discurso de Pri, consideradas por ela essenciais para conseguir lidar com todos os desafios presentes no dia a dia.

Neste conteúdo, você pôde conhecer um pouquinho mais da história da Priscilla Barella, líder na Qulture. Se você gostou deste material, continue nos acompanhando para acompanhar outras histórias e dicas do mundo da gestão de desempenho.