Qulture.Rocks se junta ao UOL EdTech. Saiba mais

Entenda como a Bankme utilizou o produto de Pesquisas como o primeiro passo de sua estratégia

Renan Araújo

Case pesquisa – logos Qulture.Rocks e Bankme

Sobre a Bankme

A Bankme é considerada a primeira fintech do Brasil que cria mini bancos. Com o objetivo de inovar os negócios entre empresas e fornecedores, a organização tem como intuito gerar riqueza para ambas as partes, libertando toda a cadeia produtiva das instituições financeiras.

Todo o seu histórico permite que a empresa possa entender, testar e validar processos gerenciais, tecnológicos, além de perfis de clientes, abordagens comerciais, rentabilidade e resultado. O cenário fez com que a Bankme chegasse a um expressivo valor de 70 milhões de operações em 2020 e com apenas 0,3% de taxa de inadimplência.

Entre os principais valores da empresa, destacamos:

  • máquina de geração de riquezas — o negócio criou uma forma inovadora de investimento;
  • otimismo impaciente — há pressa para chegar mais rápido aos objetivos pretendidos;
  • pertencimento — há necessidade de liderar pelo exemplo, além de as pessoas se responsabilizarem por resultados;
  • vai lá e faz — existe proatividade por parte das pessoas do time;
  • talent hunters — o negócio busca atrair, acolher e desenvolver os melhores talentos;
  • transparência — as opiniões são transmitidas de forma clara com feedbacks precisos;
  • correr atrás sempre — mesmo se parecer “impossível”.

Faça o download deste post inserindo seu e-mail abaixo

Não se preocupe, não fazemos spam.

Parceria Qulture e Bankme

Nathália Carlesso, do time de People da Bankme, afirmou que foi contratada para o time de recrutamento da Bankme. No entanto, houve a identificação por parte da empresa de que era necessário organizar alguns aspectos do negócio antes de trazer novas pessoas, uma vez que havia certa insegurança por parte dos próprios colaboradores e colaboradoras da organização.

“Primeiro, precisamos entender qual é o problema dentro da empresa — não somos nós, People e Lideranças, que vamos saber qual tópico exatamente deve ser tratado, mas, sim, os próprios profissionais”. Nesse momento, surgiu a parceria com a Qulture: “Com a plataforma, tivemos a oportunidade de ter uma visão ampla do negócio ao mesmo tempo que conseguimos identificar detalhes importantes”. Entre os exemplos apresentados por Nathália, destacamos:

  • pesquisas — entender o que as pessoas acham da empresa e quais são os aspectos de suas experiências que devem ser modificados;
  • acompanhar o desenvolvimento — acreditar nas pessoas que trabalham com você.

“A Qulture surgiu como uma oportunidade de entender o clima da empresa e de trabalhar as lideranças”.

Pesquisa de clima

O lançamento da plataforma na Bankme foi com a Pesquisa de Clima Organizacional. De acordo com Nathália, “começar com a pesquisa foi uma das estratégias mais efetivas da Qulture. Antes de entendermos as dores dos profissionais, tínhamos uma programação e uma estratégia. Depois de entender a percepção das pessoas, mudamos tudo o que havíamos planejado”, afirma.

Isso se justifica justamente pelas lideranças terem a oportunidade de entender sobre a visão das pessoas da empresa, além de ser uma ação que possibilita um retorno mais rápido aos colaboradores.

Primeira pesquisa

“Na primeira pesquisa, tínhamos o intuito de as pessoas conhecerem a plataforma, fazer o login e entenderem que se tratava de algo anônimo. Porém, já identificamos que havia um problema de comunicação”.

Já na semana seguinte, o time responsável institucionalizou uma reunião semanal de meia hora onde são apresentadas as principais atualizações e estratégias da empresa, além de explicar detalhes das ações aplicadas.

Próximos passos

Como sabemos, a pesquisa por si só se trata apenas de um diagnóstico. Os próximos passos têm como objetivo definir estratégias e entender como isso impactou no próprio clima e nos resultados da empresa. Pensando nisso, Nathália utilizou as próximas pesquisas para identificar a percepção das pessoas em relação a essas ações aplicadas.

Hoje, a empresa tem:

  • momento Bankme;
  • treinamentos entre áreas — quando um time apresenta para o outro suas funções, suas atividades, entre outros pontos.

“O principal é dar o reforço positivo de que a pesquisa realmente oferece mudanças para a empresa. Além disso, ela oferece insumos para que a diretoria implemente mudanças — não se trata de uma visão individual do time de RH, mas sim da empresa, o que reforça o papel dos Recursos Humanos como estratégico“.

Uso de OKRs

A Bankme vai, ainda, utilizar outros módulos além das pesquisas. De acordo com Nathália, o uso da modalidade de OKRs fará com que haja um reforço no impacto de cada pessoa do time no que diz respeito ao alcance das metas e ao senso de pertencimento, uma vez que toda a equipe contribui para a construção dos key results. 

Resultados

De acordo com Nathália, “hoje temos um time mais engajado, que conhece o propósito do negócio e que acredita no projeto da organização”. Além disso, “não há o interesse do nosso time em buscar outras oportunidades, o que reduziu a nossa taxa de turnover. Eles acreditam que somos uma empresa que tem potencial de crescimento e confiam no papel que exercem no negócio”.

A adesão também foi um diferencial: logo na primeira pesquisa, a empresa teve 100% de respostas, o que garantiu ainda mais efetividade nas ações elaboradas e implementadas.

E então, deseja ter esses resultados e entender a percepção das pessoas em relação ao seu negócio? Entre em contato com a gente, converse com nosso time e tire suas dúvidas!