fbpx

Case Cromai: entenda como a empresa utilizou a Pesquisa de Clima da Qulture.Rocks

Renan Araújo

A Cromai é uma Agrotech, empresa pioneira na aplicação de tecnologia de fronteira (visão computacional), cujo principal objetivo é identificar padrões em imagens coletadas no campo para fornecer ao seu público diagnósticos que permitam mais embasamento nas tomadas de decisão agronômicas.

Hoje, conta com mais de 50 colaboradores e está em um ritmo de crescimento acelerado – há 2 anos, o time era  composto de apenas 10 pessoas – com foco em expandir sua atuação no mercado para conquistar novos clientes e conta com uma equipe de agrônomos, desenvolvedores e demais áreas que atuam próximos aos clientes para trazer melhorias para os processos do agro brasileiro.

Cultura da Cromai

De acordo com Iara Rodrigues, Analista de Gente e Gestão Jr, membro do time de Gente e Gestão, um dos principais objetivos da Cromai é o de deixar de lado a figura tradicional que as pessoas têm do mercado agro, trazendo uma comunicação mais próxima e descontraída aos colaboradores desde o processo de recrutamento e seleção, além de tornar um setor com maior presença de mulheres. 

Além disso, a intenção é sempre manter o clima leve para o time, uma vez que um de seus valores é “transpirar bom humor e sintetizar bem-estar”. Um dos principais valores da Cromai é “novos desafios adubam o nosso crescimento”: desde estagiários até analistas com mais tempo de casa são incentivados pelas lideranças em seus processos de desenvolvimento.

Flávio Andrade, Finance & People Lead, líder de gente e gestão, também destaca a importância de contar com metas claras e autonomia para se desenvolver: “todas as pessoas, independentemente do cargo, contam com planos de desenvolvimento, com uma curva de aprendizado muito acelerada”, finaliza.

Parceria com a Qulture.Rocks

A parceria com a Qulture.Rocks se iniciou em 2021, bem no período de lançamento do nosso produto de Pesquisas e People Analytics. Antes, os processos de avaliação de desempenho e OKRs da empresa eram feitos de forma manual, por planilhas, e a plataforma chegou como uma oportunidade de automatizar essas funções e tornar o trabalho do time de gente e gestão mais prático.

De acordo com Iara, a ideia da equipe é sempre ouvir os colaboradores para identificar pontos de melhoria. Antes de aplicar a pesquisa de clima da Qulture.Rocks, existiam feedbacks esporádicos, mas não havia o entendimento por parte do time de que era algo levantado por toda a empresa.

Plano de carreira

Um desses questionamentos era sobre o Plano de Carreira. Apesar de já existir  promoções na Cromai, não era um processo estruturado na empresa, algo que foi percebido como um ponto de insatisfação na pesquisa: “só de estarmos trabalhando em cima do plano já é visto como algo positivo pela empresa, que nos tem dado retornos bem interessantes sobre o tema”.

Onboarding

Uma prova de que o nosso produto de  pesquisa é uma ferramenta valiosa para  diferentes contextos e oportunidades, é que a Cromai também aplicou pesquisas para os recém-contratados, de modo que avaliasse a qualidade do onboarding para implementar melhorias. O fato de a pesquisa ser anônima, de acordo com Iara, contribuiu significativamente para coletar elogios e também para identificar possibilidades de melhoria.

Além dessa pesquisa, o time da Cromai foi além: aplicaram pesquisas sobre home office, saúde mental, benefícios, feedback sobre a avaliação, entre outros temas.

Engajamento de pessoas

Flávio ainda destaca que, anteriormente, quando pesquisas eram enviadas em formulários, o engajamento era baixo, justamente pelo formato. Inclusive, a plataforma contribuiu para que novas ideias e formatos fossem enviados semanalmente – e com o engajamento das pessoas de diferentes times.

Ele relata também que a pesquisa traz a oportunidade de identificar diferentes tipos de gaps antes que ele se desenvolva, de modo que as lideranças possam propor mudanças antes que eles se tornem, de fato, um problema.

Centralização de informações

A Qulture.Rocks também permitiu a centralização das informações, especialmente com o Plano de Desenvolvimento Individual, o PDI. Conforme dito, antes era feito de forma manual a partir de planilhas, o que poderia gerar esquecimento de registrar informações relevantes.

“Todo o processo era cansativo e tirava oportunidades de focarmos em outras ações importantes para a empresa”, relata a analista. Além disso, outras planilhas puderam ser substituídas pela plataforma, como as de OKRs, de one-on-ones etc.

Resultados

Flávio relata que, após aplicar a pesquisas na empresa, foram levantados alguns dos pontos considerados mais críticos para propor melhorias. A partir disso, montaram um relatório com soluções para apresentar à diretoria (que ficou feliz com os resultados e com a abertura das pessoas). Essa iniciativa foi denominada de Plano de Retenção, apresentado inicialmente para lideranças e em seguida para toda a empresa, momento em que apresentou as prioridades e os principais direcionamentos. 

Flávio ainda reforça que o anonimato das pesquisas foi um fator essencial para que as pessoas se sentissem à vontade para expressar as suas opiniões.

Nos próximos meses, eles pretendem aplicar novas pesquisas mais direcionadas, para entender no detalhe temas específicos de equipes e squads.

A estratégia adotada pela Cromai pode ser implementada por qualquer organização. Conforme vimos, as pesquisas em uma empresa são utilizadas em diversos contextos, de acordo com as necessidades do negócio – identificando diferentes gaps e permitindo melhorias.

Flávio reforça a importância da etapa do pós pesquisa: “existe a necessidade de traçar um plano de ação a partir do uso das pesquisas. Caso contrário, elas não terão utilidade para o negócio”.

Se você deseja entender como o uso de pesquisas também podem ser adotados em seu negócio, entre em contato com a gente, converse com nossos profissionais e tire suas dúvidas!