Qulture.Rocks se junta ao UOL EdTech. Saiba mais

Controle de turnover: entenda a importância e aprenda a fazer!

Qulture.Rocks

Controle de turnover - Mão apontando para a tela de um notebook

Uma empresa com alta rotatividade pode enfrentar problemas que vão desde o aumento dos custos, redução da produtividade e até mesmo da lucratividade. O turnover, que nada mais é do que o índice que mede o fluxo de entradas e saídas de colaboradores em um período de tempo, ajuda a ter uma visualização mais completa desse cenário e prevenir impactos negativos em um negócio. 

Para isso, é essencial que o RH tenha processos bem definidos para acompanhar e evitar a saída de colaboradores e colaboradoras, identificando possíveis falhas na gestão de pessoas e agindo proativamente na retenção dos talentos. 

Neste conteúdo, explicaremos a importância de um bom controle de turnover e apresentaremos as principais dicas de como fazer esse controle na prática. Continue a leitura e aprenda mais!

Navegue pelo conteúdo:

Faça o download deste post inserindo seu e-mail abaixo

Não se preocupe, não fazemos spam.

Qual a importância do controle de turnover?

O turnover é um dos principais indicadores de desempenho de uma empresa e seu número em baixa porcentagem pode representar aspectos positivos para a saúde de uma organização, como a renovação do quadro de colaboradores e colaboradoras, o estímulo a novos desafios e a permanência de profissionais mais alinhados à cultura organizacional

E para evitar os problemas gerados pelo aumento de turnover — como os gastos gerados na substituição do profissional, que podem chegar até o dobro do salário anterior, segundo um estudo da Gallup —, é essencial que seu índice esteja baixo. Alguns especialistas da área de gestão de pessoas indicam que um percentual de turnover deve ficar entre 5% e 10%.

Você também pode gostar destes conteúdos:
👉 Turnover: o que é, tipos e como reduzir em sua empresa
👉 Retenção de talentos: confira um guia sobre o tema
👉 Índice de turnover no Brasil: conheça os principais dados

Como controlar o turnover na minha empresa?

Agora que você entendeu a importância de se ter um controle próximo do índice de turnover na sua empresa, separamos algumas dicas de como fazer esse controle na prática. Acompanhe o conteúdo!

Banner Ebook Talent Science

Entenda os principais motivos do aumento de turnover

O primeiro passo para estabelecer um bom controle da rotatividade de pessoas em uma empresa é antes entender quais são as principais causas deste problema. E trazendo esse assunto para o contexto geral das organizações ao redor do mundo, alguns dados podem dar um norte dos principais motivos que fazem com que esses números aumentem. 

Segundo uma pesquisa realizada pela plataforma Glassdoor com cerca de 4500 respondentes, 28,9% das pessoas deixam a empresa por pouca oportunidade de crescimento e 24,6% por remuneração abaixo do desejado. A exaustão gerada pela alta demanda de atividades também está diretamente relacionada ao turnover alto, como mostra o Report de Engajamento 2015 do TINYpulse, onde quase 70% das pessoas colaboradoras associam o número de atividades a serem feitas com a quantidade de horas da jornada de trabalho como um fator de estresse e desengajamento.

É importante considerar também o contexto onde a empresa está inserida e entender, a partir das percepções de cada pessoa colaboradora, quais aspectos da cultura precisam ser aprimorados. Um bom passo para entender melhor essa situação é através de uma pesquisa de clima organizacional, que dará um diagnóstico e ajudará as lideranças a definirem os próximos passos.

Ofereça suporte para a equipe

Segundo outro estudo realizado pela Gallup, 52% dos funcionários que saem voluntariamente dizem que seu gerente ou organização poderiam ter feito algo para impedi-los de deixar o emprego. Esse dado mostra que o papel das lideranças é essencial para reter os talentos e fazer com que a taxa de turnover não fique elevada. 

Para isso, é importante que as lideranças estejam presentes para entender as dores, objetivos e pontos de melhoria de cada pessoa colaboradora e ajudá-las a traçar planos de desenvolvimento estratégicos. As reuniões de one-on-one podem ser o momento ideal para isso, pois além de aperfeiçoar o relacionamento entre gestão e colaborador, o profissional terá a percepção de que a empresa se preocupa com ele no nível pessoal, e também está atenta ao seu desenvolvimento enquanto profissional.

Reconheça a sua equipe

O reconhecimento profissional tem sido uma das principais práticas adotadas pelo RH e pelas lideranças quando o assunto é retenção de talentos. Afinal, esse é um dos principais motivadores não-financeiros para melhorar o engajamento e performance dos colaboradores, de acordo com levantamento feito pela McKinsey.

Quando as lideranças utilizam o elogio como uma forma de reconhecer os méritos de uma equipe, elas possibilitam que os profissionais busquem inovação constante na empresa e se sintam mais motivados, o que faz com que o turnover fique a níveis saudáveis na empresa.


Neste conteúdo, explicamos a importância de se ter um controle do turnover e quais são as principais práticas que o RH, junto das lideranças podem fazer para evitar o aumento desse número. Como comentamos, a rotatividade de pessoas em uma empresa nem sempre é um indicador ruim. O importante, nesse caso, é que esse número tenha uma acompanhamento constante e fique estável.

Gostou deste material? Compartilhe nas suas redes sociais e faça com que o assunto alcance outras pessoas!