fbpx

5 ferramentas para startups que contribuirão para a rotina e para o crescimento da empresa

Renan Araújo

ferramentas-para-startups

Ao longo da semana, estamos nos dedicando em trazer conteúdos relevantes para startups, especialmente aquelas que estão iniciando as suas atividades. Entre os desafios enfrentados por essas empresas, destacam-se a necessidade de transformar uma ideia em produto, juros altos para a tomada de crédito, questões corporativas de empresas tradicionais, além de conseguir conciliar a flexibilidade desses negócios com a rigidez das leis trabalhistas.

Porém, existem ferramentas que, ao iniciar as atividades, conseguem contribuir de forma significativa para o crescimento da equipe e para a produtividade de todo o time. A seguir, a gente selecionou algumas delas, além de trazer dados interessantes do mercado. Continue a leitura e saiba mais!

Crescimento das startups no Brasil

Startups têm se destacado no cenário nacional. Para se ter uma ideia, no início de 2020, de acordo com a Associação Brasileira de Startups (Abstartups), o país contava com 12.700 no mercado. Isso significa um crescimento de 27% em relação a 2018, quando eram apenas 10 mil empresas operando. Se levarmos em consideração o início da década, podemos nos surpreender ainda mais: 20 vezes maior. Em 2011, eram 600 empresas.

Além disso, o país tem outro diferencial quando consideramos esse nicho de negócio. Unicórnios são grupos de empresas avaliados pelo mercado em mais de 1 bilhão de dólares ou mais. Segundo um levantamento feito pela Crunchbase, o país está entre aqueles do globo que mais cria unicórnios entre as suas startups. Está atrás apenas dos Estados Unidos e da China, o que demonstra a força das ideias nacionais quando colocadas em prática.

Ferramentas para startups

Que as startups se destacam no cenário nacional já sabemos. Mas como garantir um crescimento acelerado por meio de ferramentas que auxiliem na produtividade e no crescimento do time? A seguir, trouxemos alguns exemplos que podem ser adotados no negócio. Confira!

1. Trello

Para diferentes projetos, o Trello oferece uma visualização clara do que deve ser feito, quais são as atividades em andamento, o que foi concluído, além de trazer possibilidades para que o time possa descrever de maneira mais clara o que tem sido feito e o que ainda é preciso realizar de demandas.

É disponível em português, e o principal objetivo é trazer uma ferramenta colaborativa que vai organizar os projetos em quadros. Nelas, vão haver listas de tarefas que devem ser feitas tanto individualmente quanto pela equipe, com descrições, prazos e objetivos.

Dentro das listas, basta adicionar cartões que identificam as tarefas necessárias para o projeto. Nele, não há limite para a criação de cards e é possível editar sempre que necessário.

Entre os seus diferenciais, destacamos:

  • visualização de projetos que são divididos em tarefas e em ações;
  • lógica de fluxos baseada no Kanban;
  • possibilidade de agregar recursos visuais;
  • compartilhamento do painel de tarefas com os demais membros da equipe.

2. Slack

Especialmente em um período no qual o trabalho remoto predominou, existe a necessidade de buscar por soluções que garantam a comunicação de todo o time. O Slack é um aplicativo de mensagens cujo objetivo é conectar as pessoas às principais informações que elas precisam — de acordo com a própria definição da empresa.

Entre os diferenciais, destaca-se a conectividade, a flexibilidade da ferramenta — principalmente para empresas que adotam o trabalho assíncrono, uma vez que o trabalho pode ser organizado por canais para acessar as informações sempre que precisar —, além de contribuir para que todo o time possa compartilhar informações em conjunto de forma rápida e simplificada.

3. Google Analytics

Uma empresa que se destaca no mercado é aquela que investe em boas ações de marketing. Porém, de nada adianta contar com muitas estratégias se não houver uma análise do que está sendo feito. Se você traz práticas de SEO para o seu blog, por exemplo, é interessante ficar por dentro do acesso orgânico de seu canal, bem como isso afeta o volume de visitas de forma geral.

Além disso, ter o conhecimento de sua persona é fundamental para direcionar as ações feitas. Dessa forma, há a oportunidade de realizar campanhas nos canais onde ela está presente e também de conhecer a origem do tráfego do site.

Por fim, você consegue identificar quais são as páginas que performam melhor. Ou seja, em uma estratégia multicanal, pode investir na divulgação de um conteúdo que ainda não foi tão visualizado pelo seu público, contribuindo para que as informações sejam transmitidas para um número maior de pessoas.

4. RD Station

Por falar em produção de conteúdo para blog, não podemos deixar de lado a RD Station. Por meio dessa ferramenta para startup, o seu negócio tem a possibilidade de realizar uma estratégia completa de Inbound.

Se um lead realizou o download de um material rico disponibilizado no site, há a possibilidade de nutri-lo com mais conteúdo. Somente quando ele estiver maduro é que as suas informações são transmitidas para a equipe comercial, contribuindo para melhores resultados.

Ou seja, você conta com uma solução (que pode ser integrada com CRMs) para direcionar as ações em todas as etapas do funil de vendas.

5. Qulture.Rocks

Independentemente de qual seja o segmento de sua startup, uma coisa é certa: existe a necessidade de estar atento às pessoas da empresa e destravar os seus potenciais para que elas possam garantir mais desenvolvimento ao negócio por meio de seu próprio desenvolvimento.

Na Qulture.Rocks, há a oportunidade de rodar ciclos de Avaliação de Desempenho, fazer a gestão de metas e de OKRs, criar uma cultura de dar e receber feedbacks construtivos, além de ajudar profissionais a se sentirem reconhecidos pelo trabalho exercido.

Ao contar com essas práticas, consequentemente você vai garantir profissionais mais satisfeitos em suas funções, além de implementar importantes drivers de engajamento na empresa. Tudo isso contribui para taxas de turnover reduzidas, além de garantir que haja mais inovação para o seu negócio.

Por meio da Qulture, ainda é possível implementar a pesquisa de clima organizacional. Trata-se de uma ferramenta que vai entender o clima organizacional da empresa — percepção de colaboradores e colaboradoras em relação às políticas, práticas e processos do negócio. Desde o início de um negócio é preciso ter preocupação com essa questão, uma vez que vai possibilitar implementar melhorias de acordo com o retorno de sua própria equipe.

Neste conteúdo, você pôde conhecer algumas ferramentas para startups, além de conferir as características de cada uma delas e entender como elas contribuirão para os resultados do time. Independentemente de quais delas sejam adotadas, é preciso contar com um bom planejamento para implementação, além de garantir que todas as pessoas entendam a funcionalidade de cada uma delas.

Por isso, o processo de onboarding na contratação deve ser atencioso e entender as especificidades de sua startup. Se você deseja destravar o potencial de seu time e contar com uma fornecedora que tenha essas características, entre em contato com a gente, converse com nossa equipe e conheça a Qulture.Rocks!