Qulture.Rocks se junta ao UOL EdTech. Saiba mais

O que é um Plano Anual de Treinamento e como elaborá-lo?

Qulture.Rocks

Plano Anual de Treinamento - Um homem sentado manuseando um tablet

As mudanças do mercado têm sido cada vez mais velozes, impactando processos, estratégias e decisões. O conhecimento do time passa a ser, então, um diferencial competitivo para as empresas nesse cenário complexo.

A adaptação às habilidades e competências exigidas nesse contexto passa a ser um novo desafio para as organizações, que precisam investir no treinamento e desenvolvimento das pessoas colaboradoras.

O Plano Anual de Treinamento (PAT) é um componente importante dessa estratégia de educação corporativa, pois alinha a capacitação dos colaboradores às metas e objetivos da empresa.

Neste artigo, explicaremos o que é o Plano Anual de Treinamento, sua importância e como elaborá-lo na organização. Continue a leitura e conheça essa estratégia.

Navegue pelo conteúdo:

Faça o download deste post inserindo seu e-mail abaixo

Não se preocupe, não fazemos spam.

O que é o Plano Anual de Treinamento?

O Plano Anual de Treinamento faz parte da estratégia de Treinamento & Desenvolvimento (T&D) da organização, que busca desenvolver habilidades e competências na equipe para melhorar os resultados do negócio. Na estratégia de T&D, o treinamento é um componente essencial para resultados de curto prazo relacionados à função imediata do colaborador.

Como o próprio nome indica, o PAT estabelece o planejamento dos treinamentos do time ao longo do ano. Por meio dele, é possível estruturar os conteúdos que serão direcionados às pessoas colaboradoras para que elas estejam capacitadas para alcançar os resultados da organização. Além disso, é possível definir a execução, os recursos necessários e os investimentos estimados para a estratégia.

Além dos treinamentos, o PAT também pode contemplar o planejamento relacionado ao desenvolvimento dos colaboradores, com ações visando o crescimento profissional e de carreira das pessoas do time. Dessa forma, as duas frentes de uma estratégia de educação corporativa — treinamento e desenvolvimento — vão estar alinhadas com os colaboradores e às métricas do negócio.

Quais os benefícios do Plano Anual de Treinamento?

Agora que já explicamos o que é o Plano Anual de Treinamento, vamos apresentar mais a fundo quais são os benefícios para a estratégia de T&D da organização. Confira!

Alinhamento com as metas do negócio

É comum que as organizações definam metas e objetivos anuais para o negócio e/ou cada uma de suas áreas, que vão ser desdobradas trimestralmente, mensalmente, etc. Essas metas estão diretamente relacionadas com a estratégia e competitividade da empresa, exigindo habilidades e competências específicas do time.

Por meio do PAT, é possível alinhar o T&D dos profissionais com as metas da empresa, desenvolvendo o time para lidar com os desafios previstos para o alcance dos resultados. Com esse plano, é possível antecipar o desenvolvimento das pessoas colaboradoras, impactando positivamente na qualidade dos entregáveis, na produtividade da equipe e na competitividade das soluções da empresa.

Treinamento & Desenvolvimento contínuos

Segundo o pesquisador Idalberto Chiavenato, a estratégia de T&D deve ser continuamente incentivada em uma organização, mesmo quando o desempenho do time está consistente. O Plano Anual de Treinamento é uma garantia de que essa estratégia será recorrente e priorizada no negócio.

Ele também auxilia empresas que precisam de colaboradores com certificações específicas atualizadas. Um exemplo disso são algumas empresas do mercado financeiro, que precisam de certificações da ANBIMA para seus profissionais. Por meio do PAT, é possível incluir essas certificações no calendário de treinamentos, garantindo que a equipe esteja atualizada e apta a desempenhar suas funções.

Alinhamento com o PDI dos colaboradores

O Plano de Desenvolvimento Individual (PDI) é uma estratégia que visa o desenvolvimento de competências das pessoas colaboradoras. O PDI costuma ser personalizado para cada colaborador, alinhando seus objetivos profissionais aos objetivos da organização.

Ainda assim, os treinamentos do PAT podem ser um dos componentes que compõem o PDI do colaborador, fornecendo subsídios para o seu crescimento profissional na organização. O Plano Anual também garante que os alinhamentos do PDI sejam cumpridos, com processos bem definidos, como participar de determinado treinamento que será fornecido pela empresa.

Banner Ebook Talent Science

Por último, com um PDI e um PAT bem estruturados, a empresa indica para os colaboradores que se preocupa e investe no desenvolvimento dos seus profissionais. Isso representa uma oportunidade de crescimento para o time, melhorando o clima organizacional e aumentando a motivação e o engajamento.

Você também pode gostar destes conteúdos:
👉 Treinamento e Desenvolvimento: saiba tudo sobre o tema!
👉 Indicadores de treinamento: conheça os principais
👉 Orçamento para treinamento: 5 dicas para não errar em sua empresa!

Como elaborar o Plano Anual de Treinamento?

Já sabemos quais são os benefícios do Plano Anual de Treinamento, não é mesmo? Saiba, então, como estruturar o PAT na empresa!

Levantamento de Necessidades de Treinamento

O primeiro passo para elaborar o PAT é o Levantamento de Necessidades de Treinamento (LNT). O LNT é um conjunto de dados e informações que o time de gestão de pessoas vai levantar para identificar as habilidades, competências e assuntos prioritários para serem desenvolvidos na organização e/ou em cada uma de suas áreas. 

Os resultados da avaliação de desempenho podem ser utilizados nessa etapa de diagnóstico. Esses resultados fornecem insumos sobre as necessidades de desenvolvimento dos colaboradores e, quando analisados em conjunto, apontam possíveis pontos de melhoria em comum entre profissionais e áreas. Os resultados da pesquisa de clima organizacional também podem ser utilizados nessa etapa.

Se diversos colaboradores apontarem problemas de comunicação com seus líderes, por exemplo, um treinamento sobre esse tema pode ser incluído no PAT. Com análises desse tipo e dados completos, a estratégia de T&D e o Plano Anual se tornam mais efetivos, atendendo demandas prioritárias da equipe e gerando, a partir disso, resultados para as metas e objetivos do negócio.

Estruturação do PAT

Após o levantamento das demandas e temas prioritários que devem estar no Plano Anual de Treinamento, é o momento de estruturá-lo. Aqui, as informações do LNT devem ser destrinchadas, definindo as competências e habilidades que vão ser desenvolvidas nos treinamentos. Eles podem ser direcionados para toda a equipe e/ou customizados para as realidades e desafios de cada área.

Outro ponto importante na estruturação, é a definição dos formatos de treinamento que serão utilizados. Eles podem ocorrer in company presencialmente, com trilhas de aprendizagem customizadas, por meio de plataformas de learning, etc. Os formatos podem variar de acordo com a realidade de cada organização, por isso é recomendável considerar mais de uma opção para que o PAT seja dinâmico e tenha adesão dos colaboradores.

Também é importante considerar o orçamento na etapa de estruturação, visando o custo benefício da aplicação. Entender essa relação é fundamental para demonstrar a importância do T&D para a estratégia do negócio, principalmente para as lideranças da empresa. É exatamente aí que entra o ROI (Retorno sobre Investimento) dessa estratégia.

Com essas informações coletadas, é necessário organizar e detalhar o plano. Dessa forma, é importante que o PAT contenha:

  • o público-alvo de cada treinamento;
  • o motivo para a execução dos treinamentos;
  • os objetivos a serem alcançados;
  • as estratégias de T&D que serão utilizadas;
  • o formato e os conteúdos que vão ser trabalhados;
  • as trilhas de aprendizagem;
  • os materiais e recursos necessários;
  • os custos previstos, etc.

Levantamento de resultados

Após aplicar o PAT, a última etapa é a de mensuração dos resultados da estratégia para analisar sua efetividade e definir possíveis pontos de melhoria. Para isso, é importante documentar a execução do plano ao longo da implementação para analisar se atendeu aos objetivos iniciais.

Esse é o momento de observar se os treinamentos promoveram mudanças de comportamento ou impactaram nos resultados e metas do negócio. Uma forma de fazer isso é aplicando a avaliação de desempenho mais uma vez para comparar se houveram mudanças nos pontos levantados anteriormente.

Também é válido coletar feedbacks dos profissionais que receberam os treinamentos para entender a percepção que eles tiveram sobre o conteúdo aplicado e a execução do Plano Anual. 

Ainda assim, é recomendável revisar o PAT ainda durante sua implementação para se manter atualizado às mudanças no mercado. O Plano Anual é um direcionamento para a estratégia de treinamento e desenvolvimento do negócio, sendo importante mantê-lo alinhado aos objetivos e demandas da empresa, que também podem mudar ao longo do ano.


Neste conteúdo, você pôde entender o que é o Plano Anual de Treinamento (PAT), quais são seus benefícios e como estruturá-lo na organização. Como vimos, o PAT é fundamental para que a estratégia de treinamento e desenvolvimento seja contínua na empresa, gerando ações mais efetivas para o crescimento dos profissionais e para os resultados do negócio.

Se você quiser saber mais sobre a estratégia de T&D nas empresas e entender como definir seu orçamento, confira o conteúdo completo que preparamos sobre orçamento para treinamento.