RH estratégico x RH tradicional: qual a diferença entre ambos?

Renan Araújo

Entender a diferença existente entre RH tradicional e RH estratégico contribuirá para que o seu setor entenda qual é o nível de maturidade dos Recursos Humanos e o que ainda pode ser feito para aprimorar a área, de modo que os ganhos da digitalização do departamento e de ter uma visão mais analítica das pessoas possam ser usufruídos por toda a organização.

Porém, esse é um tópico que ainda rende muita dúvidas entre as pessoas da área. Pensando nisso, elaboramos este material para trazer algumas questões sobre o tema que poderão ser úteis para o seu planejamento. Continue a leitura e saiba mais!

Navegue pelo conteúdo:

Faça o download deste post inserindo seu e-mail abaixo

Não se preocupe, não fazemos spam.

O que é ser estratégico?

Na Qulture.Rocks, temos certo cuidado com o termo “estratégia” e “estratégico”, uma vez que há muitas definições soltas por aí que não condizem muito bem com o que é real. Depois de muitos estudos sobre o real significado, temos um pout-pourri sobre as várias definições:

“a lógica por trás da série de passos e escolhas que a liderança de uma organização planeja dar para sair de onde a organização está hoje e chegar onde a liderança da organização espera que esta esteja em um ponto no futuro”.

Precisamos entender que a estratégica é uma lógica ou um racional. Ou seja, é uma explicação dos passos que a empresa planeja dar e uma explicação dos motivos que comprovam que esses passos são uma ótima definição. Ou seja, vão maximizar as chances de sucesso do negócio.

Normalmente, a lógica é definida pela liderança da empresa, mesmo que haja muita colaboração de outras lideranças — aquelas pessoas que estão mais presentes na realidade do dia a dia. Porém, a estratégia só vai surtir efeito se comunicada com toda a empresa e transformada em OKRs.

Mas o que é o RH estratégico?

O RH estratégico surge justamente na necessidade de transformar o setor como um importante aliado da estratégia da organização. Ele vai elaborar OKRs, metas e projetos que contribuem para que o negócio possa alcançar sua visão de sucesso, ao mesmo tempo em que vai estar atento a alguns pontos da realidade de um negócio, como:

  • tomada de decisão baseada em dados nas diferentes esferas da empresa;
  • entendimento dos problemas relacionados a gente;
  • preocupação em reduzir de forma contínua os índices de turnover do negócio;
  • elaboração de ações para trazer funcionários que mais se adéquam ao fit cultural da empresa;
  • desenvolvimento de um plano de sucessão para as suas lideranças;
  • necessidade de contar com funcionários mais bem preparados, de modo que haja um estudo para o desenvolvimento de novas habilidades.

RH tradicional x RH estratégico: qual a diferença entre eles?

A partir de todo esse contexto, podemos explicar de forma mais detalhada sobre a diferença existente entre o RH tradicional e o RH estratégico. Conforme vimos, no caso do estratégico, há a contínua percepção de que é necessário ter em mente qual é a estratégia da empresa e como o time pode caminhar lado a lado para maximizar as chances de sucesso.

A seguir, selecionamos outros pontos que também se diferenciam entre as duas vertentes. Confira!

Modelos mais operacionais e menos digitalizados

No caso do RH tradicional, há modelos mais operacionais e menos digitalizados. Quando há alguma pesquisa na empresa, por exemplo, esses estudos são feitos à base de forms e planilhas. Ao mesmo tempo, todas as informações são lançadas em Excel, o que pode prejudicar a qualidade dessas informações e também impede análises mais aprofundadas e dinâmicas.

Banner Ebook Talent Science

Do contrário, o RH estratégico conta com ferramentas que auxiliam toda a sua rotina. Assim, os profissionais precisam dedicar menos tempo para atividades manuais e mais tempo nas análises do setor.

Entre as soluções existentes que podem contribuir nesse sentido, destacamos:

  • controle de ponto;
  • avaliação de desempenho;
  • pesquisas de clima;
  • gestão de desempenho como um todo;
  • controle de holerites, entre outros.

Preocupação com diversidade

Enquanto o RH tradicional está muito preso com questões burocráticas, o RH estratégico vai além: como há uma preocupação com o capital humano da empresa, enxerga-se também a necessidade de contar com um time que tenha pessoas de diferentes vivências.

De acordo com um estudo realizado pela Harvard Business, empresas que se preocupam com essa questão têm conflitos reduzidos em até 50%, uma vez que há mais debate em relação aos diversos temas e uma troca saudável de opiniões diferentes.

Além disso, esse mesmo estudo mostrou que as empresas onde a diversidade é uma pauta de contínua discussão, funcionários são até 17% mais engajados e dispostos a fazerem mais do que o seu escopo de trabalho. Ou seja, não estão limitados ao que é de praxe em suas demandas do dia a dia, como também trazem novas ideias para as suas atividades.

Preocupação com o clima organizacional

Clima organizacional é a percepção de colaboradores e colaboradoras em relação às políticas, práticas e processos do negócio. Quando há algo negativo na empresa, naturalmente o clima organizacional também será afetado.

Para o seu entendimento, existe a necessidade de aplicar a pesquisa de clima. Ela trará o diagnóstico para o negócio de quais temas são mais preocupantes. A partir disso, a área de Recursos Humanos aplica ações e entende se houve melhorias com os pontos identificados e se, futuramente, conseguiu afetar o clima de forma positiva.

Por que se preocupar em ter um RH mais estratégico?

Além de todos os pontos mencionados, a empresa deve se preocupar em transformar o seu RH tradicional em estratégico devido a alguns outros fatores. De acordo com informações obtidas no relatório  “Creating People Advantage 2014/2015: How to Set Up Great HR Functions”, as organizações que se preocupam em tornar a área mais estratégica têm um desempenho econômico superior àquelas que não tem — duas vezes mais, para ser mais preciso.

Esse levantamento foi realizado pelo Boston Consulting Group (BCG), em parceria com a Federação Mundial de Associações de Gestão de Pessoas, 3500 pessoas foram ouvidas em mais de 100 países, o que comprova a necessidade de um negócio buscar tornar o departamento mais efetivo e alinhado a resultados em vez de ser unicamente burocrático e manual.

Checklist: como tornar o RH mais estratégico?

A seguir, elaboramos um checklist para que você possa tornar o RH mais estratégico. Confira:

  • promover a digitalização de todas as áreas dos Recursos Humanos, como Departamento Pessoal, Desenvolvimento Organizacional, entre outros;
  • incorporar de forma contínua a análise de dados dentro da área de RH;
  • tornar a área de RH mais alinhada com os demais setores da empresa;
  • contar com uma política clara de retenção de talentos;
  • utilizar a tecnologia como aliada nos mais diferentes aspectos da experiência dos profissionais de RH;
  • utilizar ferramentas que auxiliem no controle de dados do dia a dia.

Neste conteúdo, você pôde entender algumas das principais diferenças entre o RH tradicional e o RH estratégico, além de conferir como a segunda opção deve ser priorizada em uma organização. Se você gostou deste material e deseja conferir informações mais concretas do uso da tecnologia em seu setor, não deixe de analisar quais são as outras ferramentas que vão servir como apoio dos Recursos Humanos.

Continue no blog e acompanhe um outro material que elaboramos sobre o assunto!